PSDB dividido | Fábio Campana

PSDB dividido

Somadas às declarações favoráveis de caciques de siglas aliadas, as andanças do prefeito de São Paulo, João Doria, surtiram efeito entre os integrantes do PSDB. Quadros do tucanato começam a dizer que pode ser precipitado definir o candidato ao Planalto em dezembro. A cúpula da sigla ainda está amarrada à ideia de apresentar o nome do partido para a disputa no fim deste ano — calendário que beneficia o governador Geraldo Alckmin — mas o cronograma não é mais unanimidade.

A percepção de que Doria pode se tornar um nome mais competitivo é o que move a pequena ala que passou a defender o adiamento do anúncio do candidato do PSDB à Presidência. Mas há forte desconfiança sobre o comportamento do prefeito entre os tucanos.

Um deputado do PSDB tem dito aos colegas que Doria se tornou “a esperança desesperada” do partido. FHC, Tasso Jereissatti (CE) e Aécio Neves (MG) ainda apostam no governador paulista como a opção mais segura. Nenhum deles, porém, dá o prefeito como carta fora do baralho.

Isolado após a delação da J&F explodir, Aécio voltou a ser visto como personagem importante no xadrez interno. Ele esteve com Doria e depois com FHC na semana passada. Esta semana, foi convidado para jantar com Alckmin em SP.


2 comentários

  1. Sergio Silvestre
    quarta-feira, 20 de setembro de 2017 – 12:34 hs

    Psdb ACABOU NAS MÃOS DO TEMER,

  2. Zé Ninguém
    quarta-feira, 20 de setembro de 2017 – 12:38 hs

    Que coisa , falta de um líder e visível , mas a falta de visão estratégica desses caras e gritante , enquanto esses narcisistas políticos não raciocinarem e ver que a divisão enfraquece o grupo e não vão chegar a lugar algum dessa maneira , o Lula nada de braçada por manter a quadrilha unida por um bem maior , que é a sobrevivência do PT , a esquerda deixa o Bolsonaro fazer seu discurso de BUMBO , que só faz barulho e não tem conteúdo e assim ridiculariza toda a oposição , os outros da direita são uma piada , e de mal gosto .
    Então se o Doria continuar a querer ser candidato a presidência , ele que se lembre o que aconteceu com Geraldo e Serra que largaram seus mandatos na metade , e se queimaram para eleições de grande porte , pois quem não tem um compromisso que terminar o que começa , não vai ter a chance de começar algo de maior responsabilidade .
    E a opinião .

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*