Pelos céus do Brasil | Fábio Campana

Pelos céus do Brasil

Joesley voa de São Paulo para Brasília. Desta vez não é em seu jatinho, ele vai escoltado num avião da Polícia Federal.
Quando desembarcar, segue para o IML para fazer exame de corpo de delito e em seguida para carceragem.
A prisão temporária tem prazo de cinco dias, que podem ser prorrogados ou se transformar em preventiva. Será depois da decisão do que acontecerá, e como acontecerá,  que poderemos ter alguma noção se Joesley e sua turma passarem uns dias atrás das grades é um amansa louco para a população que ficou estarrecida com os últimos acontecimentos ou se, de fato, tem relação com justiça.


3 comentários

  1. Parreiras Rodrigues
    segunda-feira, 11 de setembro de 2017 – 11:44 hs

    Enquanto isso, os petistas insistem em vincular Geddel, única e exclusivamente a Temer. Tá na capa da Carta Capital.

    E no blogue do Esmael, Requião prevê cana para Beto Richa.

  2. Juca
    segunda-feira, 11 de setembro de 2017 – 11:48 hs

    Deviam aproveitar para fazer um exame de próstata no açougueiro machão!

  3. Sergio Silvestre
    segunda-feira, 11 de setembro de 2017 – 13:20 hs

    Calma Parreiras,do seu chefe tá garantido,aqui no TJ passa tudo,mas eu acho que aquelas caixas com dinheiro são do Lula que o Temer e o Geddel estão guardando.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*