Paraná terá maior crescimento entre as principais economias do País | Fábio Campana

Paraná terá maior crescimento entre as principais economias do País

A economia paranaense deve crescer 1,7% em 2017, bem acima do Brasil, que deve ter um avanço bem mais tímido, de 0,5%. O Paraná também deve registrar o maior percentual de crescimento entre as maiores economias do País. Os dados são de um estudo do banco Santander, que projeta o desempenho econômico das 27 unidades da federação em 2017.

São Paulo, maior economia do País, deve seguir a média brasileira, com alta de 0,5% no Produto Interno Bruto (PIB). Minas Gerais deve ter aumento de 0,8%, Rio Grande do Sul de 1,5% e Rio de Janeiro deve ter queda de 1,4%.

De acordo com o estudo, os maiores crescimentos econômicos devem vir de Estados com economias menores e fortemente influenciados pelo agronegócio, como Mato Grosso (5,1%), Maranhão (3,1%), Mato Grosso do Sul (2,4%) e Goiás (2,2%).

Em valores absolutos, a soma de riquezas dos quatro estados chega a R$ 421 bilhões, de acordo com a última edição do caderno Contas Regionais, divulgado no final do ano passado pelo IBGE em parceria com institutos estaduais de estatística. O Paraná sozinho soma R$ 348 bilhões.

Quinta maior economia do País, o Paraná vem, desde o ano passado se saindo melhor que a média brasileira e dos Estados que ocupam o topo do ranking econômico do País. Em 2016, a economia paranaense teve queda de 2,4%, uma retração menor do que a média nacional, que foi de 3,3%.

FIM DA RECESSÃO – No primeiro semestre de 2017, a economia do Paraná confirmou a tendência de retomada e apurou crescimento de 1,6% em relação ao mesmo período do ano passado, de acordo com o Instituto Paranaense de Desenvolvimento Econômico Social (Ipardes).

O PIB do Brasil teve variação nula no primeiro semestre, de acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).


2 comentários

  1. Sergio Silvestre
    sexta-feira, 29 de setembro de 2017 – 19:37 hs

    O PARANÁ É UMA MARAVILHA ABSTRATA,

  2. QUESTIONADOR
    segunda-feira, 2 de outubro de 2017 – 13:40 hs

    -Nossa economia torna-se forte gerando o pagamento de mais impostos que serão destinados ao estados falidos do Rio de Janeiro, Minas Gerais e Rio Grande do Sul.
    -Nosso estado produz muito mas não vejo esta riqueza sendo convertida para o bem estar dos paranaenses e sim para pagar o rombo da corrupção de outros estados….e manter a engrenagem da máquina pública engraxada para cobrar mais imposto e assim sucessivamente!!!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*