No Brasil, "cada um quer derrubar o outro", diz Temer | Fábio Campana

No Brasil, “cada um quer derrubar o outro”, diz Temer

Ao discursar nesta terça-feira (12) em cerimônia com sindicalistas, empresários e ministros, no Palácio do Planalto, o presidente Michel Temer disse que o povo brasileiro é maior que toda e qualquer crise. “O povo brasileiro é capaz de encarar os problemas, muitas vezes, artificialmente criados, e dizer não vou no artifício, vou na realidade, e a realidade é o crescimento do país.”

Para Temer, no Brasil, “cada um quer derrubar o outro” e que, muitas vezes, problemas são “artificialmente criados”. “Diálogo é fundamental para a democracia até porque irmana e fraterniza as pessoas. E é uma coisa muito importante no país, que cada um quer derrubar o outro, cada um quer derrotar o outro, cada um quer encontrar o caminho para verificar como atrapalha o outro. E não consegue. Não consegue porque o Brasil não para.”

A declaração ocorre um dia após a Polícia Federal concluir em inquérito que há indícios de crime por parte do presidente Michel Temer e demais integrantes do chamado “grupo do PMDB da Câmara” e após a prisão do empresário Joesley Batista.

“Facínoras roubam do país a verdade”, diz Planalto após acusações contra Temer

A Secretaria de Comunicação Social da Presidência divulgou, nesta terça-feira (12), uma nota em resposta ao inquérito da Polícia Federal que aponta que o presidente Michel Temer tinha poder de decisão no chamado “quadrilhão” do PMDB.

De acordo com nota da PF, Temer possuía poder de decisão do PMDB da Câmara para indicar pessoas para cargos estratégicos e também para fazer a articulação com empresários beneficiados nos esquemas e receber valores de doações eleitorais.

Na nota, a Secretaria de Comunicação da Presidência afirma que “facínoras roubam do país a verdade. Bandidos constroem versões “por ouvir dizer” a lhes assegurar a impunidade ou alcançar um perdão, mesmo que parcial, por seus inúmeros crimes. Reputações são destroçadas em conversas embebidas em ações clandestinas.”


5 comentários

  1. terça-feira, 12 de setembro de 2017 – 17:41 hs

    A PRESIDENTA DEVE ESTÁR RACHANDO O BICO NESSE MOMENTO DESSA PATAQUADA NÉ?

  2. Doutor Prolegômeno
    terça-feira, 12 de setembro de 2017 – 18:02 hs

    Temos uma impichada que vingou e uma parquetada que mixou. Nenhuma das duas teve méritos por seus protagonistas. O Brasil é um país miserável em todos os sentidos.

  3. Sergio Silvestre
    terça-feira, 12 de setembro de 2017 – 18:07 hs

    Temer o maior ladrão do Brasil….mas isso é Brasil e seu povinho OOOOO

  4. Jose Nascimento
    terça-feira, 12 de setembro de 2017 – 19:00 hs

    queria ser cebola, para fazer os políticos chorarem por mim, e não eu chorar por eles , o maior erro de “nixeu” e querer procurar um culpado para os seus próprios erros. ficando ai a desmerecer a atuação do MP E PF.

  5. rodrigues
    terça-feira, 12 de setembro de 2017 – 23:03 hs

    O maior ladrão do Brasil não é o Temer, e sim o chefe da ORCRIM, que quebrou a Petrobras, os Fundos de Pensão, o esquema de BNDES, para financiamento de obras no exterior, quebrou os correios, eletrobras, etc, portanto Temer é bagrinho perto do lulalau.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*