Lula a falar de Palocci | Fábio Campana

Lula a falar de Palocci

Lula resolveu esclarecer o depoimento de Antonio Palocci pelas redes sociais. Disse que o antigo companheiro não tem compromisso de dizer a verdade e, como sempre, que não há provas. Leia na íntegra.
A história que Antonio Palocci conta é contraditória com outros depoimentos de testemunhas, réus, delatores da Odebrecht e provas e que só se compreende dentro da situação de um homem preso e condenado em outros processos pelo juiz Sérgio Moro que busca negociar com o Ministério Público e o próprio juiz Moro um acordo de delação premiada que exige que se justifique acusações falsas e sem provas contra o ex-presidente Lula. Palocci repete o papel de réu que não só desiste de se defender como, sem o compromisso de dizer a verdade, valida as acusações do Ministério Público para obter redução de pena e que no processo do tríplex foi de Léo Pinheiro.

A acusação do Ministério Público fala que o terreno teria sido comprado com recursos desviados de contratos da Petrobrás, e só por envolver Petrobrás o caso é julgado no Paraná por Sérgio Moro. Não há nada no processo ou no depoimento de Palocci que confirme isso. Sobre a tal “planilha”, mesmo Palocci diz que era um controle interno do Marcelo Odebrecht e que “acha” que se refere a ele. Ou seja, nem Palocci conhecia a tal planilha, quanto mais Lula.

Palocci falou de uma série de reuniões onde não estava e de outras onde não haveriam testemunhas de suas conversas. Todas falas sem provas.

Marcelo por sua vez diz ter pedido que seu pai contasse para Lula e Emílio negou ter contado isso para Lula.

O réu Glauco da Costa Marques reafirmou em depoimento ser o proprietário do imóvel vizinho ao da residência do ex-presidente e ter contrato de aluguel com a família do ex-presidente, e que está recebendo o aluguel. Uma relação de locador e locatário não se confunde com propriedade oculta.

Processos fora da devida jurisdição com juiz de notória parcialidade, sentenças que não apontam nem ato de corrupção nem benefício recebido, negociações secretas de delação com réus presos que mudam versões de depoimento em busca de acordos com o juízo explicitam cada vez mais que os processos contra o ex-presidente Lula na Operação Lava Jato em Curitiba não obedecem o devido processo legal.

O Instituto Lula reafirma que jamais solicitou ou recebeu qualquer terreno da empresa Odebrecht e jamais teve qualquer outra sede que não o sobrado onde funciona no bairro do Ipiranga em residência adquirida em 1991.

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva reafirma que jamais cometeu qualquer ilícito nem antes, nem durante, nem depois de exercer dois mandatos de presidente da República eleito pela população brasileira”.


6 comentários

  1. Edson
    quarta-feira, 6 de setembro de 2017 – 23:02 hs

    Tadinho do Lula! O Palocci está sendo injusto com ele! Agora o Palocci é mentiroso, não é confiável, mas quando era seu braço direito a coisa era diferente. O Lula é sempre inocente, sempre santinho. O capeta, o perseguidor é sempre o Sérgio Moro. Sabe, eu acho, que o Dr. Moro deveria dar como pena para o Lula um par de asinhas e uma auréola, porque um par de chifrinhos e uma cauda pontuda deixaria Satanás muito envergonhado!

  2. Antonio Tadeu Meneses
    quinta-feira, 7 de setembro de 2017 – 2:55 hs

    O Lula se recebesse a ordem de atirar a primeira pedra, ele faria sem exitar, por que ele é a viva alma mais honesta e perfeita deste país,além disso na própria opinião ele nunca errou.

  3. FUI !!!
    quinta-feira, 7 de setembro de 2017 – 5:05 hs

    O mais fiel escudeiro do Lula resolveu abrir a boca. Sentiu na pele
    que político é assim mesmo. Ladrão, covarde e acima de tudo infiel.
    Quando no poder e na glória da fama todos são “cumpanheros” e
    quando preso passa a ser um ilustre desconhecido. Se um dia o Pa-
    locci serviu de braço direito da dupla Lula e Dilma, agora passa a
    ser uma bomba atômica que já está com o pavil aceso…

  4. Rock
    quinta-feira, 7 de setembro de 2017 – 13:34 hs

    Palocci como outros esta preso e torturado mentalmente pois sabe que a única maneira de escapara e dedurar todo mundo e principalmente Lula conforme quer o juiz Moro que se cala diante de acusações contra sua mulher e contra o seu compadre o que esperar de um juiz que se considera acima do bem e do mal e que só aceita delação contra seus inimigos por ele escolhido mas não diz um ai quando se referem de gente de seu circulo de convivência.

  5. Do Interior...
    quinta-feira, 7 de setembro de 2017 – 13:52 hs

    Antes dizia que o mensalão não existia.
    Depois disse que era perseguido por Moro.
    Depois disse que era perseguido pelo imperialismo americano
    Depois, quando outros juízes começaram a aceitar denúncias contra ele, disse que era perseguição do judiciário.
    Depois disse que era ódio ao partido
    Agora, que metade de seus companheiros estarem na cadeia e a outra metade estão falando a verdade, diz que é mentira, mas centenas de pessoas dizem a mesma coisa sem ao menos se conheceram.
    Tá ficando difícil para o chefe da quadrilha.

  6. jorge Hardt Filho
    sexta-feira, 8 de setembro de 2017 – 9:45 hs

    O Lula sofre perseguição de cumpanhêros petistas. Qual a razão? A má distribuição de pixulecos?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*