Joesley revela encontros durante a delação | Fábio Campana

Joesley revela encontros
durante a delação


O empresário Joesley Batista relatava ao então presidente do Senado, Renan Calheiros, e ao ex-ministro Justiça e advogado de Dilma José Eduardo Cardozo os seus depoimentos a procuradores, segundo ele próprio conta nos áudios divulgados nesta sexta-feira (29). Em uma das conversas gravadas, ele reclama haver prestado depoimento “a um garoto de 34 anos”, um procurador a quem chama de “Dr. Ancelmo”. A informação é da Coluna Cláudio Humberto, do Diário do Poder.

Joesley diz na gravação que marcou jantar com Renan Calheiros logo depois da primeira reunião para tratar da delação premiada. Ele disse estar “preocupado” e Renan teria se interessado no motivo. Sua resposta: “Eu tive agora depondo para um menino de 34 anos”.

O delator revela ter discutido com o ex-ministro Cardozo sobre a lei de combate às organizações criminosas, após a deflagração da Lava Jato. Ainda não foram divulgadas as gravações que Joesley fez de suas conversas com Cardozo, para “trabalhar” ministros do STF.


3 comentários

  1. Sergio Silvestre
    sábado, 30 de setembro de 2017 – 8:33 hs

    José Eduardo Cardoso foi o ministro da justiça mais probo visto até hoje no Brasil e isso foi uma das causas da Mafia derrubar a Dilma que o mantinha.Aqui ministro da justiça tem que ser bandido.

  2. Palpiteiro
    sábado, 30 de setembro de 2017 – 11:40 hs

    Talvez Lula tenha razão. Se no Congresso havia 300 picaretas, no Brasil todo há centenas de milhões de picaretas. O Brasil é um país de picaretas.

  3. Político
    sábado, 30 de setembro de 2017 – 12:06 hs

    Joesley Batista protegeu completamente Lula e omitiu todos os seus crimes. Se ele falar o que sabe, e pode provar isso com suas gravações de Lula, este certamente iria para a cadeia, onde é o lugar dele. Para sempre, de preferência.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*