Janot pede bloqueio de R$ 6,5 bi de cúpula petista | Fábio Campana

Janot pede bloqueio de R$ 6,5 bi de cúpula petista

Nova flechada

Será que vai faltar dinheiro?
O quase ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, pediu o bloqueio de R$ 6,5 bilhões dos ex-presidentes Lula e Dilma, dos ex-ministros Antônio Palocci (Fazenda e Casa Civil), Guido Mantega (Fazenda), Paulo Bernardo (Planejamento), Edinho Silva (Secretaria da Comunicação) e Gleisi Hoffman (Casa Civil) e, ainda, do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto.
E além disso, ele também pede a condenação de todos os acusados à reparação de danos materiais e morais ‘causados por suas condutas’, fixando-se um valor mínimo global de R$ 300 milhões.

“Lula foi o grande idealizador da constituição da organização criminosa, na medida em que negociou diretamente com empresas privadas o recebimento de valores para viabilizar sua campanha eleitoral à presidência da República em 2002 mediante o compromisso de usar a máquina pública, caso eleito (como o foi), em favor dos interesses privados deste grupo de empresários”.

Na acusação formal levada ao Supremo, Janot enfatiza. “Durante sua (Lula) gestão, não apenas cumpriu com os compromissos assumidos junto a estes (empresários), como atuou diretamente e por intermédio de Palocci, para que novas negociações ilícitas fossem entabuladas como forma de gerar maior arrecadação de propina.”

Ainda sobre Lula. “Foi o grande responsável pela coesão do núcleo político da organização criminosa e pela indicação de Dilma como candidata do PT à presidência da República em 2010. Essa condição permitiu-lhe continuar a influenciar o governo da sua sucessora e a fazer disso mais um balcão de negócios para recebimento de vantagens ilícitas.”

Ao final da denúncia, Janot pede a decretação da perda da função pública para os condenados detentores de cargo ou emprego público ou mandato eletivo, ‘principalmente por terem agido com violação de seus deveres para com o Poder Público e a sociedade’.

Ainda, a decretação da perda em favor da Petrobrás, com base no artigo 7.º da Lei 9.613/1998, dos bens e valores objeto de lavagem de dinheiro no caso, no valor originário total de R$ 6,5 bilhões, ‘que é o que foi atribuído pela própria Petrobrás a ser acrescido de juros e correção monetária’.

Com informações do Estado de S. Paulo e foto de Lula Marques/AGPT


7 comentários

  1. Do Interior....
    quarta-feira, 6 de setembro de 2017 – 11:35 hs

    Já foi tarde. Deveria extinguir essa organização criminosa, junto com o PMDB

  2. CAÇADOR DE VERMES PETISTAS
    quarta-feira, 6 de setembro de 2017 – 11:37 hs

    Comecei a acreditar que esta pais tem jeito sim e tenho a certeza que com o fim desses canalhas petistas, com Lula na CADEIA, o Brasil se tornará em breve pais de primeiro mundo.

  3. Sergio Silvestre
    quarta-feira, 6 de setembro de 2017 – 13:46 hs

    Alguem deve ter dado um cochicho para o honesto mais idiota e cagão Janot,essa ai do Lula e Dilma foi de lascar.

  4. Inconformado da Silva
    quarta-feira, 6 de setembro de 2017 – 14:05 hs

    Lula, Dilma e PT simplesmente acabaram com o país. Não somente em nível federal, mas eles repassavam essa filosofia a todos governadores, prefeitos e adjacentes que era possível gastar e roubar o quanto quisessem. E foi o que aconteceu em todo Brasil com políticos que apoiavam essa gente petista e ficavam milionários com o nosso dinheiro.

  5. Oswaldo
    quarta-feira, 6 de setembro de 2017 – 14:57 hs

    E AGORA JANOT ?

  6. Parreiras Rodrigues
    quarta-feira, 6 de setembro de 2017 – 16:34 hs

    O que a Justiça (?) constata agora, o jornalista Ivo Patarra detalhou tudim em seu livro O CHEFE – cara do Lula na capa.

  7. Do Interior....
    quarta-feira, 6 de setembro de 2017 – 17:32 hs

    SS , vai pedir a prisão de Janot agora? Antes era o Moro, e agora?

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*