Explicações sobre cortes na Lava Jato | Fábio Campana

Explicações sobre cortes na Lava Jato

O Brasil foi chamado a apresentar explicações na reunião da OCDE (Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico), marcada para 17 de outubro, sobre os cortes dos recursos destinados à Lava Jato.
Sob a justificativa da crise financeira, o Ministério da Justiça anunciou, em julho, redução de um terço no repasse de recursos para à Polícia Federal em Curitiba – e o impacto foi de 44% na operação. As informações são do jornal Metro.
A decisão levou à extinção da força-tarefa de Curitiba e à redução da equipe de delegados, que deixaram de atuar exclusivamente nas investigações da Lava Jato.
O governo brasileiro será representado pela CGU (Controladoria Geral da União) e pelo Itamaraty no Grupo de Trabalho sobre Corrupção da OCDE.

“Também estamos interessados em saber como os recursos da Polícia Federal previamente alocados para a força-tarefa vão ser realocados dentro das unidades da PF e se tais recursos serão dedicados a investigar casos específicos da Lava Jato”, justificou documento da entidade internacional, publicada pelo jornal “Estado de S. Paulo.”

O Brasil não pertence à OCDE, mas a organização fiscaliza o cumprimento de acordos internacionais de combate à corrupção.

O Ministério da Justiça nega que haja ‘desmonte’ na Lava Jato e afirma que todos os setores do governo passaram por cortes para se adequar à nova realidade financeira.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*