Custo Lula cai pela metade | Fábio Campana

Custo Lula cai pela metade

O secretário Segurança Pública do Paraná, Wagner Mesquita, apresentou nesta quinta-feira (14) o balanço da operação realizada no depoimento do ex-presidente Lula (PT) em Curitiba. Ao todo foram empregados 1.226 agentes de segurança – 916 policiais militares, 50 policiais federais, 60 policiais rodoviários federais, 100 guardas municipais 100 agentes da Setran. “Os custos ainda não foram fechados, mas projetamos ser proporcionalmente a metade do investimento anterior. Não podemos falar em gastos quando se trata de uma operação desta natureza, mas sim em investimento em segurança pública.” destacou Mesquita.

Ao longo da operação nenhuma ocorrência ligada diretamente ao depoimento foi registrada. De acordo com a PRF, três ônibus foram retidos por estarem com a documentação irregular. “Já tínhamos dito anteriormente que as nossas polícias rodoviárias, tanto Estadual quanto Federal, não se furtariam de exercer sua atividade policial de revista nos ônibus”, comentou Mesquita.

No primeiro depoimento de Lula, realizado no mês de maio, foram empregados quase 3 mil policiais e com investimento de R$ 150 mil. O efetivo na época foi calculado com base no número de manifestantes informado que viria para Curitiba. Desta vez, foram 1.226 agentes. Mesquita destacou ainda que não houve necessidade de deslocar policiais do interior do Estado.


2 comentários

  1. sábado, 16 de setembro de 2017 – 10:42 hs

    Parabéms á Todos os Envolvidos Neste Fantástico Esquema de Segurança;;;isso tudo Não é Para Proteger o Réu…mas SIM ..para proteger o cidadão;;;e NÃO DAR CHANCE Á BADERNEIROS…Pois Aqui Tem Lei e tem que respeitar;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;;

  2. Maquiavel
    segunda-feira, 18 de setembro de 2017 – 13:00 hs

    KKKK… este Mesquita é uma comédia…

    Não sabe fazer contas, ou as sabe fazer muito bem…

    Só o helicóptero gastou muito mais dinheiro que isto…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*