Conversa de primário | Fábio Campana

Conversa de primário

O senador Lindbergh Farias (PT-RJ) parece que está a fazer política estudantil para crianças de primário. Disse que a denúncia de Janot contra Lula, Dilma e outros seis petistas só aconteceu para “desviar o foco” de outros fatos graves que estão a acontecer.
Repetiu o lugar comum do momento de quase todos os políticos: “estou tomado pela indignação”; sem variação, tascou o mantra do PT: “a denúncia não contém provas”. E para coroar a discurseira, disse que acha estranho que a denúncia tenha ocorrido agora, no meio desta confusão toda com a Justiça brasileira. Lindbergh parece que vive em outro planeta porque estamos num tempo em que a cada dia um escândalo novo surge envolvendo políticos e o judiciário também não sai das manchetes.
Como os valores morais do PT são confusos, ele acrescentou: “Chamo a atenção que a denúncia foi de organização criminosa; não está lá na denúncia corrupção e nenhuma outra ação”.
Um aviso para o nobre senador: organização criminosa não é pouca coisa, o PT não precisa bater recordes de crimes toda vez que é denunciado.


Um comentário

  1. Do Interior...
    quinta-feira, 7 de setembro de 2017 – 11:19 hs

    Só o desvio dos aposentados feito por Gleisi já é o dobro da dinheirama do aparamento do Geddel, sem contar todos os outros.

    Ninguém tinha noção do dinheiro desviado pelo PT. Agora a população pode ter:

    É só pegar aquele tanto de dinheiro do apartamento do Geddel e multiplicar por 1000. Isso mesmo. E, se contar o prejuízo do BNDES deve-se multiplicar por 10.000.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*