Bispo condena ensino religioso confessional em escolas públicas | Fábio Campana

Bispo condena ensino religioso confessional em escolas públicas

Ora, pois, um bispo porreta e de boa formação. Dom Joaquim Giovani Mol Guimarães criticou a decisão do STF de liberar o ensino religioso confessional, ou seja, de uma religião específica, em escolas públicas; Joaquim Mol é bispo católico auxiliar de Belo Horizonte e reitor da PUC-Minas; Olha o que ele diz: “O desacreditado STF cedeu ao lobby católico. Ensino Religioso em escola pública só pode ser ensino da religiosidade, da dimensão religiosa, das atitudes e valores condizentes com a religião. O problema é a confessionalidade na escola pública, com recursos públicos e a possibilidade certa de hegemonia da Igreja Católica, agora, e depois das Igrejas Pentecostais”. Falou e disse.


Um comentário

  1. sexta-feira, 29 de setembro de 2017 – 18:33 hs

    CONCORDO TOTALMENTE COM O BISPO, O ENSINO NO BRASIL JÁ É UM DOS MAIS FRACOS DO MUNDO, AINDA VÃO INCLUIR RELIGIÃO PARA ATRAPALHAR E PERDER TEMPO COM ENSINAMENTOS VÃOS.
    RELIGIÃO SE APRENDE NA IGREJA E EM CASA, NÃO NO COLÉGIO.
    DE FATO O STF, DEU PROVAS MAIS UMA VEZ, DA SUA INCOMPETÊNCIA E CONFUSÃO, POIS É UMA COISA Q NEM DEVERIA SER VOTADA, RELIGIÃO SE ENSINA SÓ EM CONVENTO, PRA QUEM QUISER, E AONDE ESTÁ O LIVRE ARBÍTRIO, ESTÃO QUERENDO ENGODAR OS ALUNOS PARA A IGREJA CATÓLICA, COMO DISSE O PRÓPRIO BISPO, MEUS PARABÉNS, O SENHOR ENXERGA LONGE.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*