Vereadores aprovam novas unidades de conservação em Curitiba | Fábio Campana

Vereadores aprovam novas unidades de conservação em Curitiba

De iniciativa do prefeito Rafael Greca, os vereadores aprovaram nesta segunda-feira, 7, em primeiro turno, projeto de lei que cria o sistema de unidades de conservação de Curitiba e estabelece critérios e procedimentos para implantação de novas unidades de conservação. Com 29 votos favoráveis, a matéria incluiu ainda a classificação “Bosques de Conservação da Biodiversidade Urbana” na lei.

“É um projeto importante para a biodiversidade”, disse Bruno Pessuti (PSD). E completou: “já que vai corrigir uma distorção histórica, os bosques de conservação serão áreas onde há resquícios de araucárias, com a possibilidade de ter áreas de lazer, para que as futuras gerações conheçam a nossa natureza”.

Essas áreas, diz o projeto que volta ao plenário nesta terça-feira (8), deverão ter 70%, no mínimo, de vegetação do bioma “Floresta com Araucária”. Os sistemas devem servir ainda à conservação ou à recuperação da biodiversidade, mesmo que contenham equipamentos de uso público dentro dos seus limites.


4 comentários

  1. joao
    terça-feira, 8 de agosto de 2017 – 8:09 hs

    Discurso catecúmeno, visão miope.
    Quando com tecnologia poderiamos multiplicar espécies consideradas em extinção. Bastaria ter uma fazenda do conhecimento, aonde pudessem reproduzirem mudas etc.
    Esta idéia de bosques chegou tarde visto que Curitiba, já não dispõe de áreas, as que existem são parques, areas particulares com cadastro e incentivo do potencial construtivo, renovável a cada 15 anos. QUEREM INVENTAR A RODA

  2. joao
    terça-feira, 8 de agosto de 2017 – 8:11 hs

    Por isso, o Estado de SANTA CATARINA está sempre a frente, antes, reunem com o ministério público, tecnicos de áreas ambientais, e enxergam a realidade, no entanto, diante deles estamos no JARDIM DE INFÂNCIA.

  3. Parreiras Rodrigues
    terça-feira, 8 de agosto de 2017 – 10:46 hs

    …e que se coloquem placas de identificação junto às árvores para que conheçamos as espécies que nos rodeiam.

  4. quarta-feira, 9 de agosto de 2017 – 12:59 hs

    Precisa reforçar a fiscalização do meio ambiente também.
    Aqui no CIC derrubam árvores centenárias, bosques todos os dias sem autorização nenhuma. Logo logo as últimas reservas de verde estarão extintas.
    Menos palavras e mais ação vereadores!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*