Um interlocutor constante | Fábio Campana

Um interlocutor constante

O senador Osmar Dias tem interlocutores assíduos, que podem opinar sobre estratégia e tática, propor alianças, sugerir rumos. Um deles é o deputado federal João Arruda, que já recebeu convite para mudar de partido. Sairia do PMDB e da aba do seu tio, o cacique Requião, para experimentar voo solo em liberdade. Ele tem condições para isso. Não depende de Requião e do clã para se reeleger. Isso o livraria de chatíssima disputa interna promovida pelo primo, Maurício Requião Filho, que teme perder para Arruda o espólio a ser deixado por seu pai, que se aproxima da quarta idade.

Hoje, Arruda aposta todas as suas fichas na candidatura de Osmar Dias ao governo. Acredita que o tio tentará a reeleição e não terá problema em apoiá-lo. Mas livre de amarras, pode até pensar em espaço maior para crescer.


3 comentários

  1. Jobalo
    terça-feira, 8 de agosto de 2017 – 19:02 hs

    Cuidado caro Osmar…. Vc está confiando em uma pessoa que aprendeu tudo re ruim com a familia Requião… principalmente o Bob Requi

  2. Jobalo
    terça-feira, 8 de agosto de 2017 – 19:02 hs

    Cuidado caro Osmar…. Vc está confiando em uma pessoa que aprendeu tudo re ruim com a familia Requião… principalmente o Bob Requi

  3. Juscelino alves
    terça-feira, 8 de agosto de 2017 – 20:37 hs

    Derrotado!!!!!!!
    Mais uma vez.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*