Uber mais caro para quem sai do Centro e mais barato na RMC | Fábio Campana

Uber mais caro para quem sai do Centro e mais barato na RMC

A Uber anunciou por email a seus usuários, nesta quinta-feira (17), uma alteração na forma de cobrança partindo de diferentes pontos de Curitiba e região metropolitana. Em bairros centrais, por exemplo, o preço da categoria uberX subirá 5%. Já na região metropolitana, as viagens poderão ficar até 15% mais baratas.

De acordo com a empresa, o objetivo é facilitar a mobilidade de quem mora longe do Centro de Curitiba. “A partir de hoje, estamos dando mais um passo para transformar a cidade. Percebemos que apesar de 66% da população da região metropolitana morar distante do centro de Curitiba, só uma pequena parcela das viagens iniciam nestas áreas. Por precisarem percorrer trajetos em média 25% mais longos, as viagens partindo destes pontos são mais caras e inacessíveis para parte da população”, justifica a Uber. As informações são da Banda B.

A Uber justifica o aumento de 5% como equilíbrio para os ganhos dos motoristas. O Aeroporto Afonso Pena é o único local da região metropolitana com aumento.

Nas categorias UberSELECT e UberBLACK, os preços continuam os mesmos.

Saiba quais os bairros beneficiados com 15% de desconto:

Capão Raso, Campo de Santana, Tatuquara, Caximba, Pinheirinho, Cidade Industrial de Curitiba, Riviera, Augusta, São Miguel, Uberaba, Cajuru, Hauer, Boqueirão, Xaxim, Alto Boqueirão, Umbará, Ganchinho, Sítio Cercado, Pinhais, São José dos Pinhais, Quatro Barras, Matinhos, Araucária, Campo Largo, Guaratuba, Colombo, Campina Grande do Sul, Almirante Tamandaré, Balsa Nova, Piraquara, Morretes, Porto Amazonas, Contenda, Antonina, Fazenda Rio Grande, Campo Magro, Mandirituba, Bocaiúva do Sul, Tijucas do Sul, Rio Branco do Sul, Itaperuçu, Quitandinha.

Já os bairros que terão aumento:

Aeroporto, Batel, Bigorrilho, Cabral, Mossunguê, Juveve, Jardim Social, Centro Cívico, Água Verde, Hugo Lange, Seminário, Alto da Glória, Ahu, Cristo Rei, Alto da Rua XV, São Lourenço, Centro, Vila Izabel, São Francisco, Mercês, Campina do Siqueira, Rebouças, Bacacheri, Cascatinha, Jardim das Américas, Bom Retiro, Tarumã, Vista Alegre, Jardim Botânico, Portão, Santo Inácio, São João, Guabirotuba, Campo Comprido, Santa Felicidade, Boa Vista, Santa Quitéria, Tinguí, Taboão, São Braz, Orleans, Fanny, Capão da Imbuia, Pilarzinho, Novo Mundo, Botiatuvinha, Atuba, Guaíra, Barreirinha, Abranches, Parolin, Bairro Alto, Santa Cândida, Lindóia, Fazendinha, Cachoeira, Lamenha Pequena, Prado Velho.

Regulamentação

Nesta quinta-feira (17), a Prefeitura de Curitiba divulgou as regras da regulamentação dos aplicativos de transporte de passageiros. Os valores serão cobrados por quilômetro rodado de cada viagem, decrescendo de acordo com a distância percorrida. As companhias pagarão R$ 0,08 (oito centavos) por quilômetro para trajetos entre 0 e 5 quilômetros; R$ 0,05 entre 5,01 e 10 quilômetros; e R$ 0,03 para os trajetos acima de 10 quilômetros.

As empresas precisarão compartilhar mensalmente os dados das viagens, resguardando a privacidade e confidencialidade dos usuários e seus trajetos individuais. Elas ainda precisam assegurar ao município auditoria do sistema dos dados relativos aos quilômetros rodados, sempre que solicitado pela administração municipal.

Fo estabelecido o prazo de um ano para as empresas se adaptarem à exigência de emplacamento em Curitiba para os veículos que fazem transporte compartilhado na capital.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*