Richa defende corte de gastos e descarta aumento de impostos | Fábio Campana

Richa defende corte de gastos e descarta aumento de impostos


O governador Beto Richa apresentou nesta quarta-feira (23), na Associação Comercial do Paraná, os resultados do ajuste fiscal e um balanço das principais ações do governo, defendeu as medidas tomadas para enfrentar a crise e falou sobre a necessidade de manter os cortes dos gastos públicos. Richa também descartou o aumento de impostos.

“Fomos o primeiro Estado a tomar medidas frente à deterioração da economia. Adotamos várias medidas, muitas impopulares, mas que agora já são entendidas pela população como benéficas, principalmente ao se observar o que ocorre em outras unidades da federação, que têm dificuldade para pagar salários, fornecedores e decretaram calamidade pública”, disse Richa a um grupo de 150 empresários.

O presidente da Associação Comercial do Paraná, Glaucio Geara, disse que os empresários reconhecem o esforço realizado nos últimos anos. “Apoiamos o ajuste fiscal com a condição de que o governo reduzisse o tamanho do Estado. Hoje vemos os resultados e que o sacrifício valeu a pena. O Paraná não está em moratória e está com suas contas em dia”, declarou.

Richa disse que graças ao ajuste fiscal, o Paraná tem hoje condições de ampliar investimentos. “Hoje vivemos o maior ciclo de investimentos da nossa história”, disse. Os recursos aplicados passaram de R$ 2,8 bilhões, em 2015, para R$ 5,8 bilhões em 2016 e para R$ 7,6 bilhões em 2017. “Estamos investindo 11% da nossa receita corrente líquida, enquanto a maioria dos Estados não investe nem 5%”, disse.

O governador ressaltou que o governo não planeja aumentar impostos e que a recomposição das alíquotas de tributos estaduais, realizada na primeira fase do ajuste, adequou as taxas praticadas no Paraná às de outros Estados. Ele também relembrou outras medidas que já tinham sido adotadas para diminuir despesas. “Reduzimos gastos com custeio em 15%, extinguimos secretarias e cortamos cargos em comissão”, lembrou.

Na palestra, Richa também apresentou dados da economia do Estado, que cresceu 2,5% no primeiro trimestre, enquanto o Produto Interno Bruto (PIB) nacional encolheu 0,4%. Ele ressaltou o reconhecimento internacional da competitividade do Estado, a melhora do diálogo com o setor privado e a atração de investimentos pelo programa de Paraná Competitivo, que somam quase R$ 43 bilhões.

(foto: Orlando Kissner/ANPr)


6 comentários

  1. Do Interior....
    quarta-feira, 23 de agosto de 2017 – 15:38 hs

    Eu vi este vídeo onde Gleisi se gaba da “grande” quantidade de pessoas receber o presidento.

    Uma vergonha. Meia dúzia de gatos pingados PAGOS (CUT,MST) Se não fosse pago não haveria ninguém.

  2. quarta-feira, 23 de agosto de 2017 – 16:29 hs

    O Governador Beto Richa se antecipou aos demais Estados da União, já prevendo a grave crise que se instalaria no País, ajustou alguns impostos, e realizou cortes de despesas em vários segmentos, que num primeiro momento desagradou alguns setores da sociedade, mais agora passado um tempo, vemos que medida embora amarga, se mostra eficiente, pois com as contas em dia, mesmo sob intensa crise financeira, o Paraná investe em obras de infra estrutura, na educação , segurança e principalmente na saúde dos paranaenses.

  3. Walderez Pohl da Silva
    quarta-feira, 23 de agosto de 2017 – 18:37 hs

    E a Operação Quadro Negro? E o saque no Paranaprevidencia? Ele falou sobre isso?

  4. Jotinha
    quarta-feira, 23 de agosto de 2017 – 18:58 hs

    Se fosse um mão aberta, na verdade um irresponsável como foram no Rio G. do Sul, Rio de Janeiro, Mato Grosso e outros por aí que ainda não apareceu o furo em público, o Paraná também estaria em maus lençóis.

  5. rodrigues
    quarta-feira, 23 de agosto de 2017 – 19:14 hs

    Vamos Beto Richa, mostra como se administra um Estado, e rumo ao Senado em 2018

  6. MC JUNIOR
    quinta-feira, 24 de agosto de 2017 – 8:57 hs

    Me vem este secretariozinha da fazenda dizer besteira, que os servidores do Estado ganham demais, ora ora largue mão de ser idiota
    são vocês que tiram o dinheiro do povo, bando de incompetentes.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*