Repugnante | Fábio Campana

Repugnante

No DF, o Tribunal de Contas escreve outra página repugnante na história das regalias e privilégios do serviço público: seus conselheiros receberão R$1,6 milhão, retroativos, a título de “auxílio-moradia”.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*