Próxima denúncia contra Temer terá crimes anteriores ao mandato | Fábio Campana

Próxima denúncia contra Temer terá crimes anteriores ao mandato

Lauro Jardim, O Globo

A PGR tem trabalhado para incluir fatos novos — e graves — na próxima denúncia contra Michel Temer.

Vai acusá-lo de integrar uma organização criminosa e de tentar obstruir a Justiça dando aval para comprar o silêncio de Eduardo Cunha.

Mas, até agora, tudo que deve ser incluído na nova denúncia se refere a crimes ocorridos antes de Temer assumir a Presidência.

Partindo da interpretação do próprio Rodrigo Janot de que não se pode investigar um presidente no exercício do mandato por fatos anteriores à posse, nenhum desses novos fatos deve agravar a situação jurídica do presidente.


4 comentários

  1. Sergio Silvestre
    domingo, 6 de agosto de 2017 – 10:45 hs

    Situação a nossa né,temos que conviver com isso,temos um sujeito na presidência que em qualquer Pais do Mundo teria prisão perpetua ou cadeira elétrica,aqui ele é presidente mesmo 95% da população ser contra,talvez os outros 5% são bandidos e justiceiros de araque que mamam na nação.

  2. Piolho
    domingo, 6 de agosto de 2017 – 11:35 hs

    Não pode!! Dilma teve a regalia de não terem sido considerados SEUS CRIMES anteriores ao último mandato, durante o Impeachment!! Eles não mudariam o entendimento às pressas, só para “pegar” Temer!!! Ou mudariam?

  3. Palpiteiro
    domingo, 6 de agosto de 2017 – 12:16 hs

    Na sua sanha para derrubar o governo, as organizações que pagam o salário desses jornalistas mandaram eles falar qualquer coisa que crie mais confusão. Para eles, quanto pior melhor.

  4. eleitor desmemoriado
    domingo, 6 de agosto de 2017 – 15:20 hs

    Este pato manco do Janot só prova que é mesmo uma besta, o cara quer denunciar o presidento por crimes anteriores a sua posse é mesmo ridículo. Para não dizerem que ele foi o Engavetador-Geral da República agora quer pontificar o seu mandato, como um caçador de corruptos. Sabe que vai perder mas vai teimar.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*