Procuradores retiram previsão de reajuste salarial de 16% | Fábio Campana

Procuradores retiram previsão de reajuste salarial de 16%

O Conselho Superior do Ministério Público Federal decidiu hoje retirar da proposta orçamentária para 2018 a previsão de reajuste salarial de 16,38% para procuradores da República.
O fato acontece por que, ainda que tardiamente, eles colocaram a mão na consciência e sacaram que o momento não é para isso?
Claro que não!
O motivo da retirada é que os ministros do STF não aprovaram o próprio reajuste salarial. E como o salário do procurador-geral da República é igual ao dos ministros do Supremo — que é o teto do funcionalismo público —, para que houvesse aumento para os procuradores, era preciso que o STF também tivesse previsto aumento.


2 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    quinta-feira, 10 de agosto de 2017 – 12:12 hs

    O barnabelato de alto luxo de todos os poderes e anexos equivale hoje ao clero da França pré-revolucionária. Duques, marqueses e condes federais e estaduais, com seus títulos pomposos acrescidos das expressões federais, estaduais ou da república. Dizem-se republicanos e defensores dos ideais da república, mas, não passam de nobres do século XXI, cheios de privilégios e vantagens régias. Perto deles os nobres da corte de Luis XVI bregas e cafonas.

  2. Janaina Fernanda
    quinta-feira, 10 de agosto de 2017 – 12:30 hs

    Cortar ou segurar o que este bando recebe em esferas estaduais e federais a média de 30.000 fora as mordomias de moradia de carro e celular e o poder que sente em ferrar o povo tinha que ganhar igual a todos trabalhadores e pessoas que bancam está farra sem limites

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*