PF prende ex-deputado Vaccarezza | Fábio Campana

PF prende ex-deputado Vaccarezza

O Globo

A Polícia Federal (PF) deflagrou, nesta sexta-feira, a 43ª e a 44ª fases da Lava-Jato no Rio de Janeiro e em São Paulo. O ex-deputado federal Cândido Vaccarezza, ex-PT, é um dos alvos de prisão temporária. É a primeira vez que a PF realiza duas fases da operação ao mesmo tempo. As operações foram batizadas de Sem Fronteiras (no Rio) e Abate (em São Paulo), respectivamente. Vaccarezza é investigado por receber boa parte dos US$ 500 mil oruindos em propina do esquema, segundo o Ministério Público Federal, “agindo em nome do Partido dos Trabalhadores”.

Foram expedidas 46 ordens judiciais, sendo seis mandados de prisão temporária, 29 de busca e apreensão e 11 de condução coercitiva. Todos os presos serão encaminhados para a Superintendência da Polícia Federal em Curitiba.

Segundo a PF, a Operação Sem Fronteiras, que ocorre no Rio de Janeiro, mira a relação entre executivos da Petrobras e grupos de armadores estrangeiros para “obtenção de informações privilegiadas e favorecimento obtenção de contratos milionários” com a estatal.

A Operação Abate, por sua vez, ocorre em São Paulo e investiga um grupo criminoso que seria “apadrinhado” por Vaccarezza. A PF suspeita que o ex-parlamentar utilizava influência para obter contratos da Petrobras com uma empresa estrangeira, que teria direcionado recursos para pagamentos indevidos a executivos da estatal e agentes públicos e políticos, além do próprio ex-deputado.

Em 2015, a Polícia Federal indiciou Vaccarezza em meio às investigações da Operação Lava-Jato, por recebimento de propina derivada de contratos da Petrobras. O inquérito apontava indícios de corrupção passiva dos três políticos. Segundo o documento, Vaccarezza teria recebido em seu apartamento, em São Paulo, valores do doleiro Alberto Youssef, personagem central da Lava-Jato, a mando do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, para a sua campanha à Câmara de 2010

Vaccarezza deixou o PT em 2016 após alegar divergências com a então presidente da República, Dilma Rousseff.


8 comentários

  1. Do Interior...
    sexta-feira, 18 de agosto de 2017 – 9:02 hs

    Ex-PT?. Não existe ex PT. Cândido vacareza, André Vargas, José Genoíno, José Dirceu, o estuprador de Realeza que me fugiu o nome agora, SÃO TODOS PT. Esse é o naipe do PT. Nunca vi tantos bandidos e condenados em um único partido. É, está mais para facção criminosa mesmo!

  2. SOLANGE LOPÉS
    sexta-feira, 18 de agosto de 2017 – 9:49 hs

    Bunda tatuada, mais um petista no xilindró.

  3. Olavo Rohde
    sexta-feira, 18 de agosto de 2017 – 10:31 hs

    Sempre assim, onde tem PT logo existem falcatruas !

  4. sexta-feira, 18 de agosto de 2017 – 10:42 hs

    Efeito dominó de um é um cairá todos esses vermes chamado pt.
    Oi

  5. sexta-feira, 18 de agosto de 2017 – 11:30 hs

    Mais um Ídolo do Bunda Tatuada preso, haja Tornozeleira! o PT está acabando com o estoque delas . Ô Partidinho heim. . .KKKKKKKKKK

  6. Juca
    sexta-feira, 18 de agosto de 2017 – 11:58 hs

    Tinha razão Lula quando ligou para Temer pedindo que parasse as reformas tributária e previdenciária e começasse com urgência a REFORMA PENITENCIÁRIA|!

  7. Rr
    sexta-feira, 18 de agosto de 2017 – 12:47 hs

    Essa escória ptraia não deveria ser presa,deveria ser eliminada.

  8. Sergio Silvestre
    sexta-feira, 18 de agosto de 2017 – 14:44 hs

    Pois é justiça feita para pobres ,pretos ,Solange e petistas.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*