Os presentes que Temer ganhou desde que chegou à Presidência | Fábio Campana

Os presentes que Temer ganhou desde que chegou à Presidência

Da Folha de S. Paulo:

No dia em que completou 76 anos de idade, Michel Temer ganhou um instrumento de medição de ângulos geográficos e astronômicos do comandante da Marinha, Eduardo Bacellar Leal Ferreira.
Já em 17 de maio deste ano, o mais turbulento de sua gestão, quando veio a público a delação da JBS, o mimo recebido foi um porta-retrato com desenho do mapa do Brasil.
Esses são alguns dos 185 presentes recebidos pelo presidente Michel Temer desde que chegou ao poder, em 12 de maio de 2016.
A lista de presentes a Temer inclui objetos recebidos de autoridades estrangeiras, como um vaso dado pelo presidente da China, Xi Jinping, uma mala e duas esculturas do primeiro-ministro indiano, Narendra Modi, e dois copos para saquê do primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe.
Quando viajou à China, em setembro de 2016, Temer recebeu do prefeito de Xangai, Yang Xiong, um pijama masculino, “tamanho XL”.
Nem todos estão identificados. O presidente já recebeu oito presentes sem remetente, incluindo um facão e um chapéu de couro.

Pode parecer muito, inclusive pelo fato de o beneficiário ser dono da menor popularidade dos últimos 28 anos.
Mas o número e a relação das peças, obtidas pela Folha por meio da Lei de Acesso à Informação, mostram uma “tralha” bem mais modesta do que a recebida por Luiz Inácio Lula da Silva em seus oito anos de governo, por exemplo –mais de 9.000 itens, incluindo dezenas de peças de ouro e camisas de times de futebol.

A Folha também pediu acesso aos presentes dados a Dilma Rousseff, mas a resposta foi negativa sob o argumento de que os itens não estão mais em poder da União.

A Presidência afirma que os presentes ficam armazenados no Palácios do Planalto e do Alvorada, sob cuidados técnicos. Ao término do mandato, se o objeto for considerado público, será integrado ao patrimônio da União.
Se for classificado como privado, integrará o Acervo Privado do Presidente, que será levado ao término de seu mandato.

Na lista de mimos mais singelos, encontra-se um kit para unhas dado pela Orquestra Criança Cidadã, projeto social do Recife.

E duas canetas esferográficas, supostamente fornecidas a Temer pelo senador Cristovam Buarque (PPS-DF), que afirma se lembrar apenas de ter dado ao peemedebista uma bandeira do Brasil com a inscrição “educação é progresso” no lugar de “ordem e progresso”.

“Duas canetas esferográficas? Não me lembro. Vai ver que eu esqueci na mesa e eles acharam que era presente.”


Um comentário

  1. Sergio Silvestre
    segunda-feira, 21 de agosto de 2017 – 17:59 hs

    Ele ganha também uma MALA do Joesley toda semana rsrsrsrsrs

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*