O fim da estabilidade para funcionários públicos | Fábio Campana

O fim da estabilidade para funcionários públicos

Está circulando na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do Senado discussão sobre um projeto de lei da senadora Maria do Carmo Alves, DEM-SE, que regulamenta a avaliação do servidor público estável, prevendo a perda do cargo em caso de desempenho insuficiente. O relator da proposta é Lasier Martins, PSD-RS, que afirma que: “O Brasil está querendo entrar numa nova época, de meritocracia, de responsabilidade, a exemplo dos países adiantados. Neste sentido, uma lei como esta vem a favor. Será destinada apenas para os funcionários acomodados, os eventualmente negligentes. Os bons funcionários não terão que se preocupar”.
Os servidores públicos não gostaram e já começaram a reunir esforços para bloquear a ideia: representantes, sindicalistas e uma série de frases prontas já começaram a sair das gavetas.


6 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    terça-feira, 15 de agosto de 2017 – 15:13 hs

    É mais fácil um boi voar cantando “La donna è mobile”, do que mexerem nos privilégios dos barnabés e altos barnabés. Desde a colônia essa turma manda e desmanda.

  2. lucão
    terça-feira, 15 de agosto de 2017 – 15:43 hs

    Medida correta ? Claro que deveria ser também nas esferas dos três poderes, , no ministério público e outros que são os que mais faturam.
    Mas, duvido que mexam com esses vão mesmo encher o saco dos funcionários que são aqueles que trabalham para os comissionados levarem os louros e os altos salários.

  3. Do Interior
    terça-feira, 15 de agosto de 2017 – 16:19 hs

    Acho que os primeiros a darem o exemplo de meritocracia e de desempenho são os deputados e senadores. A começar pelo fim dos privilégios, fim do dinheiro constante da “reforma dos políticos” e coerência e responsabilidade. Cade a responsabilidade dos partidos que assaltaram a Petrobrás e a União?

  4. Jorge Hardt Filho
    terça-feira, 15 de agosto de 2017 – 17:02 hs

    Seria bom demais para acontecer

  5. Franchico
    terça-feira, 15 de agosto de 2017 – 17:29 hs

    Tem que valer para todos, inclusive os políticos, deveriam ser avaliados pelos seus eleitores periodicamente …. será que sobraria algum?

  6. Dener Rogers
    quarta-feira, 16 de agosto de 2017 – 8:32 hs

    Vai acabar a farra dos atestados e dos barnabés que só estão interessados em mamar na teta pública.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*