MPF desarquiva inquérito e Lula volta a ser investigado no Mensalão | Fábio Campana

MPF desarquiva inquérito e Lula volta a ser investigado no Mensalão

O Globo

O ex-presidente Lula voltou a ser investigado por uma acusação relacionada ao mensalão. A Câmara de Combate à Corrupção da Procuradoria Geral da República (PGR) decidiu desarquivar uma investigação sobre um suposto pagamento de US$ 7 milhões da Portugal Telecom para o PT quitar dívidas de campanhas eleitorais. A acusação foi feita pelo operador do mensalão, Marcos Valério, e levou à abertura de um inquérito pela Polícia Federal (PF) em 2013.

A PF concluiu dois anos depois pela inexistência de indícios das transações, e a Procuradoria da República no Distrito Federal (PRDF) pediu o arquivamento das investigações, em setembro de 2015. Responsável por revisar atos como arquivamentos de inquéritos, a Câmara de Combate à Corrupção decidiu que os autos deveriam retornar à PRDF para a continuidade das investigações.

A reunião da câmara ocorreu em 29 de junho. No último dia 26 de julho, a procuradora-chefe substituta da PRDF, Ana Carolina Roman, designou um novo procurador da República para atuar no processo. As investigações já foram retomadas. A PF retirou os autos na PRDF no último dia 4.

O pedido de arquivamento do inquérito foi feito pelo procurador Frederico Paiva, com base nas conclusões do relatório da PF em 2015. A Justiça Federal discordou do arquivamento e, por isso, o caso precisou ser arbitrado na Câmara de Combate à Corrupção.

O colegiado decidiu pelo “retorno dos autos à origem, para que seja designado outro membro para continuidade das investigações”, conforme a portaria assinada pela procuradora-chefe. O caso agora é conduzido pelo procurador Ivan Marx.

Valério acusou Lula e o ex-ministro da Fazenda Antonio Palocci de terem negociado pessoalmente o repasse do dinheiro, num acerto dentro do Palácio do Planalto. Segundo o operador do mensalão, contas no exterior teriam sido indicadas a Miguel Horta, executivo da Portugal Telecom, para que ele providenciasse os depósitos.

Mais de 20 pessoas foram ouvidas pela PF no inquérito, entre elas Palocci, Horta e o ex-ministro José Dirceu. Naquela ocasião, os investigadores não encontraram indícios de supostos pagamentos.

Em maio de 2016, a Câmara de Combate à Corrupção já havia deliberado por não homologar o arquivamento proposto e pela remessa do inquérito ao grupo da Lava-Jato que atua no gabinete do procurador-geral da República, Rodrigo Janot. Agora, o caso foi reaberto e já tramita na primeira instância.

Na Operação Lava-Jato, Lula foi condenado pelo juiz federal Sergio Moro a 9 anos e 6 meses de prisão pelos crimes de corrupção e lavagem de dinheiro no caso da suposta posse do apartamento tríplex de Guarujá (SP). O ex-presidente recorre contra a sentença. Ele ainda é réu em outras quatro ações penais, nas quais ainda não houve decisão da Justiça.

O Instituto Lula, por meio da assessoria de imprensa, afirma que o caso da Portugal Telecom foi investigado ao longo de anos pelos Ministérios Públicos do Brasil e de Portugal e foi arquivado por falta de provas, nos dois países, “como todos os inquéritos abertos com base nas declarações de Marcos Valério”. “Não há fatos novos que justifiquem a reabertura do caso”, diz a assessoria do instituto.


7 comentários

  1. Sergio Silvestre
    quarta-feira, 9 de agosto de 2017 – 21:31 hs

    Na falta de noticia ,já que a PF “inocentou” o Aécio,vamos manter o Lula sangrando.
    Sabe que eu acho,que policia federal,judiciário,e executivo são todos da mesma laia,eu acho eles os vendilhões da Patria,um bando,algo para envergonhar pessoas honestas,sinceramente,eu prefiro que meus filhos se mudem do Brasil,isso aqui acabou,virou latrina.

  2. quarta-feira, 9 de agosto de 2017 – 22:59 hs

    Pau nesse vagabundo.

  3. CAÇADOR DE VERMES PETISTAS
    quinta-feira, 10 de agosto de 2017 – 8:01 hs

    Parabéns ao Ministério Público, parabéns a Polícia Federal, parabéns ao juiz Sergio Moro e a todos os envolvidos nesta operação de limpar o lixo da corrupção no Brasil. Nada pode e deve passar em impune independentemente de posição política, partido se foi ou deixou de ser, somente assim teremos um Brasil melhor as nossos filhos. Sem dó, sem piedade, sem admiração sem ideologia política. lugar de ladrão é na PRISÃO.

    PARABÉNS SENHORES.

  4. lourival
    quinta-feira, 10 de agosto de 2017 – 8:31 hs

    Mande-os para a Venezuela.

  5. Do Interior
    quinta-feira, 10 de agosto de 2017 – 9:12 hs

    O Joaquim Barbosa é um PT disfarçado de defensor da democracia, assim como Requião. É como melancia: verde por fora e vermelhinho por dentro.

    Naquela época era evidente que o LuLLa era o chefe e foi excluído.

  6. quinta-feira, 10 de agosto de 2017 – 11:57 hs

    SS, manda os piá pra Venezuela e aproveita a carona !

  7. BETO.
    quinta-feira, 10 de agosto de 2017 – 12:50 hs

    Pau nesse LIXO,
    Verme, vagabundo, câncer do Brasil

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*