Lula grava vídeo e candidato perde eleição | Fábio Campana

Lula grava vídeo e candidato perde eleição

A eleição suplementar na cidade de Miguel Leão, interior do Piauí, foi o primeiro teste para Lula, aquele que elege ‘qualquer poste’.
A era pós condenação na Lava Jato se revelou, no entanto, um pouco mais complicada do que o ex-presidente imaginava. Mesmo com a força política que tem/tinha no Nordeste, não conseguiu ajudar o colega de sigla.
Lula gravou um vídeo de apoio ao candidato Jailson (PT). O presidente do PP, senador Ciro Nogueira, gravou outro a favor de Robertinho (PR). O candidato de Lula perdeu.
Para ter uma ideia da perda do poder de fogo do ex-presidente, em 2014, Dilma Rousseff obteve 67% dos votos no município e Aécio Neves 14%.


8 comentários

  1. CAÇADOR DE VERMES PETISTAS
    terça-feira, 8 de agosto de 2017 – 10:36 hs

    Depois que esse vagabundo gravou vídeo defendendo o Ditador Maduro, o povo brasileiro começou á acordar pra este câncer chamado lula da Silva.

    Muita cara de pau deste verme depois de 13 anos de desgoverno, de roubalheiras, mentiras, populismo e atraso, mostrar a cara de novo.

    Este é o LIXO que devemos varrer definitivamente dó cenário político nacional.

  2. Paulo
    terça-feira, 8 de agosto de 2017 – 10:54 hs

    Cara de cínico, como sempre!

  3. Roberto Cardoso
    terça-feira, 8 de agosto de 2017 – 15:06 hs

    Toma féla da p. Daqui pra frente, só os otários mesmo aposta em voce. Ainda bem que está escasseando os otários.

  4. Sergio Silvestre
    terça-feira, 8 de agosto de 2017 – 15:38 hs

    Campana ,eleição municipal é outros quinhentos,até Cristo de cabo eleitoral não faz o povão votar em quem gosta.

  5. Azedo
    terça-feira, 8 de agosto de 2017 – 17:20 hs

    Não elege nem síndico em Cudemundópolis!

  6. Jotinha
    terça-feira, 8 de agosto de 2017 – 18:06 hs

    Mas quem vai apoiar esse cara de pau? só quem também é cara de pau.

  7. ari
    terça-feira, 8 de agosto de 2017 – 18:29 hs

    Quem mora no interior, sabe que as eleições para prefeito nada tem a ver com orientação política.
    Vota-se por gratidão, ou seja, o candidato, em algum momento, fez algo por mim; o candidato sempre foi apoiado pela família; foi meu amigo de infância; namorei a irmã dele; compra de votos que, nos últimos anos, vem crescendo assustadoramente, etc. Inclusive as eleições municipais empolgam muito mais as pessoas do que as eleições federais.
    Assim, a comparação entre os votos da Dilma e do candidato a prefeito é mera bobagem.

  8. roberta
    quarta-feira, 9 de agosto de 2017 – 8:31 hs

    nao pra entender as pesquisas…. Ele nao ousa mais andar pelas ruas com medo de ser linchado. Como pode alguem nessas condições pretender ser presidente de um pais.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*