Inversão da lógica | Fábio Campana

Inversão da lógica

O vereador Beto Moraes, do PSDB, encaminhou à prefeitura um requerimento para que “os pontos de táxis em terminais de ônibus sejam instalados em locais de fácil de acesso para quem desembarca. No Sítio Cercado, por exemplo, o passageiro que desembarca no terminal e pretende utilizar um táxi, precisa atravessar vias de intensa circulação de veículos, sujeitando-se a risco de atropelamento”.
Eu pergunto, se há vias de intensa circulação de veículos em que pedestres estão sujeitos a risco de atropelamento, o melhor é trazer pontos de táxi para perto de terminais ou readequar passagens de pedestres, faixas de segurança, semáforos e sinalizações para quem quer ou não pegar táxi? A providência sugerida pelo vereador não é uma inversão da lógica?
A preocupação com o pedestre tem que vir antes da preocupação com o pedestre que pega táxi.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*