Estado já investiu R$ 4,6 bilhões em obras nas cidades do Paraná | Fábio Campana

Estado já investiu R$ 4,6 bilhões em obras nas cidades do Paraná

O secretário estadual de Desenvolvimento Urbano, Ratinho Junior, destacou neste domingo, 27, que o Estado já investiu R$ 4,6 bilhões em obras que atendem todas as 399 cidades Paraná.

“Em 2015 e em 2016, o Paraná chegou a fazer 35% de todas as operações de liberações de investimentos para os municípios do Brasil, disse Ratinho Junior ao apontar que pelo segundo ano, o Paraná lidera o volume de investimentos nos municípios entre todos os estados brasileiros.

Segundo Ratinho Junior, para quantificar, somente a projeção para este ano chega a cerca de R$ 800 milhões para investimentos nos municípios paranaenses através de financiamentos e outras modalidades de transferência do Estado.

Nos últimos quatro anos, Ratinho destaca também que o Estado executou 3,2 mil obras em todos os municípios. “Obras que melhoraram as rodovias, portos, aeroportos, ferrovia e a infraestrutura dos municípios, além da construção, ampliação e reforma de prédios públicos”, disse.

Projeção – Ratinho indicou também que até 2018 serão aplicados R$ 9,8 bilhões em obras rodoviárias e urbanas. Os recursos são do Estado, da União, de financiamentos do Banco Interamericano de Desenvolvimento e de parcerias público-privada. “De todos os municípios do Brasil, comparados aos outros estados, 35% dos investimentos foram no estado do Paraná”, completou.

O porcentual, na opinião de Ratinho Junior, representa um alto patamar de investimentos. “Então esse é um número muito alto, um índice assim que nos deixa muito honrados em saber que a gente tem conseguido atender uma demanda dos municípios”, destacou.

Calçadas Paraná – Ratinho Junior destacou ainda o programa Calçadas Paraná, desenvolvido pela Sedu. O programa de padronização e acessibilidade das calcadas, em menos dois anos, já atingiu 20% dos municípios do Paraná.

“Atendemos às prefeituras em forma de financiamento para as cidades implantarem os projetos. O programa vem crescendo gradualmente para atender todos os municípios e conforme os projetos vão chegando, vamos fazendo um cronograma de investimentos para atender o máximo de cidades possíveis”, ressaltou.

Meu Campinho – Ratinho Junior destacou ainda, entre os projetos desenvolvidos pela Sedu, o “Meu Campinho”, inspirado em programa similar social e esportivo desenvolvido na Alemanha.

No Paraná, o Meu Campinho foi implantado em 10 cidades, segundo Ratinho. “A gente quer chegar aí num prazo rápido a 60 municípios ainda esse ano, e claro a meta é também buscar implantar isso em todo estado do Paraná”, disse.

O programa oferece, gratuitamente, acesso à pratica esportiva em quadras de campo sintético instaladas nas cidades em atividades no contraturno escolar. “O município poder usar essa cancha no momento em que a criança está fora da sala de aula, para poder treinar, ter a cultura da prática esportiva, ter uma vida saudável”, disse Ratinho.

E completou: “A demanda dos prefeitos é grande porque demonstra que o projeto tem dado bons resultados e que em breve, vamos atender o máximo de cidades possível”.

Paraná sem Lixões – Ratinho Junior adiantou que na Conferencia Estadual das Cidades, realizada em Foz do Iguaçu, lançou o programa Paraná sem Lixões. “Nós vamos ser o primeiro Estado do Brasil a não ter mais lixões, em respeito ao meio ambiente, a tratar esses resíduos sólidos que todos nós geramos hoje no dia a dia, e ter um ambiente que não suje os nossos mananciais, não polua a nossa terra, e tudo isso nós estamos fazendo um trabalho com um estudo de quase dois anos”.


5 comentários

  1. Rock
    domingo, 27 de agosto de 2017 – 19:43 hs

    Onde estão essas obras ?

  2. Sergio Silvestre
    domingo, 27 de agosto de 2017 – 22:20 hs

    Obras abstratas,ninguem as vê.

  3. xiru de palmas
    segunda-feira, 28 de agosto de 2017 – 7:38 hs

    Na realidade estes valores são correspondentes a “emprestimos” que o Paranácidade faz aos municípios, com juros de agiota.
    Sempre acontece no intermédio da gestão municipal pois a carência é maior que o período de gestão. Isto quer dizer que:
    OS PREFEITOS SÃO SEDUZIDOS A CONTRATAR O EMPRESTIMO, FAZEM ALGUMA OBRA RELEVANTE AO SEU MUNICÍPIO, VOTAM NO CANDIDATO DO GOVERNADOR, E O PRÓXIMO PREFEITO ESTÁ F***** POIS SÓ LHE RESTA PAGAR A CONTA QUE É TECNICAMENTE IMPAGAVEL.
    Este é legado do governo Richa e do secretário Ratinho para as próximas gerações.
    Consulte no portal da transparência se aparece alguma verba destinada a municípios que seja deliberada diretamente do orçamento do estrado.

  4. Marcos Souza
    segunda-feira, 28 de agosto de 2017 – 9:01 hs

    Parabéns Secretario Carlos Massa Ratinho Júnior, em Almirante Tamandaré e no litoral são visíveis as benfeitorias e obras que acontecem através da SEDU, a população agradece!

  5. xiru de palmas
    segunda-feira, 28 de agosto de 2017 – 9:58 hs

    Pois é seu Marcos de Souza, parabenize os preitos que entraram no financiamento do SEDU. O Ratinho nada mais fez do que vender o financiamento para as prefeituras, e de os pêsames aos seus sucessores que vão ter que pagar esta conta com juros extratosféricos

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*