Efeito colateral | Fábio Campana

Efeito colateral

Painel, Folha de S. Paulo

O impasse sobre o apoio ao governo Temer pode não deixar apenas sequelas políticas no tucanato. A amizade de Tasso Jereissati, presidente interino da legenda, e Aécio Neves, que se afastou do comando do partido após o escândalo da JBS, está na berlinda.


Um comentário

  1. JOHAN
    quarta-feira, 2 de agosto de 2017 – 9:41 hs

    Caro FÁBIO, hoje é o dia em que a sociedade brasileira e em especial a paranaense poderá avaliar os DEPUTADOS FEDERAIS que possuem compromisso com a população. A partir de hoje poderemos saber quem são os CORRUPTOS e os NÃO CORRUPTOS. Os não corruptos votarão pelo encaminhamento e investigação das denúncias. Os CORRUPTOS são todos aqueles que votarão pela interrupção do processo e os deputados camaleões, os cafajestes que se esconderão atrás do voto ABSTENÇÃO. Com essa decisão deles já poderemos saber em quem não poderá ter apoio e ser eleito no próximo ano. Não se iludam com as justificativas, pois o desejo é a manutenção do poder. Vamos acompanhar, pois seremos nós a sociedade quem pagará a conta da IRRESPONSABILIDADE, pois com essa aprovação será dada carta brancas ao TEMER para roubar com aval dos parlamentares. Atenciosamente.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*