Deltan Dallagnol, sobre delações: | Fábio Campana

Deltan Dallagnol, sobre delações:

“Delação não é suficiente para denunciar e condenar alguém. Por isso, nunca nos baseamos somente na palavra do colaborador. Nós vemos a colaboração como um ponto de partida, um ponto para iniciar a investigação. Ou seja: não fazemos (como muitas pessoas querem fazer acreditar) denúncias baseadas somente em delações”.
Em entrevista para Rádio Gaúcha.


2 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    segunda-feira, 14 de agosto de 2017 – 13:17 hs

    Pode ser que não usem só as delações. Mas, em certas denúncias alguns não se preocuparam sequer em confirmar quem era o chefe da Casa Civil do presidente em determinado período, confundindo com secretário-geral da presidência, ou seja, alhos com bugalhos, Zé com Mané.

  2. eleitor desmemoriado.
    segunda-feira, 14 de agosto de 2017 – 20:06 hs

    O cara só falou o óbvio, porquê quem pode garantir que o “colaborador” esteja dizendo a verdade? Ele jura que sim, mas o que condena são as provas ou os indícios dela, sem isto nada feito.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*