Delação alcança PMDB do Paraná | Fábio Campana

Delação alcança PMDB do Paraná

As tratativas para o acordo de colaboração de Daniel Gonçalves, ex-superintendente do Ministério da Agricultura no Paraná, estão próximas de um desfecho. Caberá ao ministro Dias Toffoli, do STF, decidir se a delação será homologada.

Apontado na Operação Carne Fraca como chefe de um esquema de pagamento de propinas, Gonçalves cita em sua proposta de delação nomes do PMDB no Paraná, entre eles Osmar Serraglio, ex-ministro da Justiça de Temer, que nega qualquer ilicitude.


2 comentários

  1. MENTIROSA E REQUENTADA
    segunda-feira, 14 de agosto de 2017 – 8:31 hs

    A cada dez, quinze dias, sai a mesma notícia. O ex-ministro já provou que não foi indicação sua e sim da Bancada para o cargo. Ah outros interesses por trás desta noticia mentirosa e requentada.

  2. Prof. Zé Luiz.
    segunda-feira, 14 de agosto de 2017 – 14:06 hs

    Fui aluno do professor Serraglio e acompanho sua vida pública desde o início, só falo uma coisa: Esse Daniel “cita” seu nome mas não tem prova alguma, sem provas Toffoli não homologará a delação e ficará provado que o Serraglio nada tem a ver com esse sujeito que de quebra ainda deve “ganhar” mais uns anos de cadeia por tê-lo indicado sem provas … por outro lado o Sr. requião que coloque as barbas de molho que “seu barraco tá caindo”.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*