Constituinte de Maduro toma poder legislativo | Fábio Campana

Constituinte de Maduro toma poder legislativo

A Assembleia Constituinte da Venezuela, controlada pelo regime de Nicolás Maduro, assumiu os poderes da Assembleia Nacional, onde a oposição tem a maioria.
Na sessão de hoje, os membros da Constituinte aprovaram por unanimidade um decreto autorizando-a a exercer o poder legislativo do Parlamento.
A decisão ocorreu após a liderança da Assembleia Nacional se recusar a jurar lealdade à Constituinte, cuja eleição considera ter sido ilegítima.
O regime alega que os parlamentares da oposição são responsáveis pela onda de protestos violentos antigoverno e que eles estariam colaborando com os Estados Unidos para depor Nicolás Maduro.
No início do mês, a Constituinte destituiu a procuradora-geral da Venezuela, Luisa Ortega, medida que agravou a crise política no país.

Os membros da Assembleia Constituinte foram eleitos no último dia 30, em pleito cujas regras foram questionadas pela comunidade internacional. Cerca de 14 pessoas morreram no dia das eleições, a maioria em protestos contra a eleição.

Em janeiro, o Tribunal Supremo de Justiça (TSJ), máxima instituição do Judiciário, anulou atos da Assembleia Nacional e a declarou em desacato, retirando toda a validade de suas decisões. Em 30 de março, o Tribunal, que é controlado pelo regime, assumiu o poder legislativo. Três dias depois, após críticas severas da oposição e reação negativa de países vizinhos, o judiciário voltou atrás e anulou sua própria decisão.

O episódio deu início a uma onda de protestos que já causou a morte de mais de cem pessoas.

Em meio à crise política, Maduro convocou a Constituinte afirmando que seria o meio para “alcançar a paz de que o país precisa, para derrotar o golpe fascista”.

Informações da Folha de S. Paulo


5 comentários

  1. Sergio Silvestre
    sexta-feira, 18 de agosto de 2017 – 19:18 hs

    Se o governo daqui fizesse isso e mandava essa caterva de deputado pros quintos dos infernos melhorava nossa economia em pouco tempo.

  2. Do Interior...
    sexta-feira, 18 de agosto de 2017 – 23:11 hs

    Só o “golpe fascista ” já diz tudo. Acusam os outros do que são. Esse Maduro é idêntico ao PT e seus sonhos eram os mesmos: fazer um regime fascista, ditatorial, único sem opositores, ladrão, populista e mentiroso.

    Ainda bem que tiramos a presidanta. Falta o Vice agora.

  3. Observador Atento
    sábado, 19 de agosto de 2017 – 9:40 hs

    Esta é a democracia que o PT prega para o Brasil. Lula, Dilma, Gleisi e demais PTistas falam em golpe. E o que esta acontecendo na Venezuela é o que? É muita cara dos membros do PT, um partido que se tornou uma organização criminosa e que continua tentando enganar o povo brasileiro.

  4. Observador Atento
    sábado, 19 de agosto de 2017 – 9:40 hs

    Esta é a democracia que o PT prega para o Brasil. Lula, Dilma, Gleisi e demais PTistas falam em golpe. E o que esta acontecendo na Venezuela é o que? É muita cara dos membros do PT, um partido que se tornou uma organização criminosa e que continua tentando enganar o povo brasileiro.

  5. Observador Atento
    sábado, 19 de agosto de 2017 – 9:45 hs

    Silvestre, até concordo com voce em relação ao congresso atual. Mas que faria parte desta “nossa” assembléia constituinte: Lula, Ze Dirceu Palocci, Cunha, Gleisi. Não esqueça meu caro que Lula e Dilma foram, entre outros, praticantes da corrupção no Congresso.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*