Brasil em guerra | Fábio Campana

Brasil em guerra

Só neste ano o país ultrapassou a marca de 28 mil assassinatos. A média é de 155 por dia, computados em casos de homicídios dolosos, lesões corporais seguidas de morte e latrocínios.
Com a espantosa estatística de seis assassinatos por hora, o Brasil pode chegar à casa dos 60 mil casos por ano.
São números de guerra, mas que se misturam ao cotidiano e fazem o brasileiro aprender a conviver com eles, sem o choque que deveriam causar.


3 comentários

  1. JÁ ERA...
    segunda-feira, 21 de agosto de 2017 – 10:25 hs

    O nosso querido país vê e finge que não vê a situação de calamida-
    de que vivemos hoje em dia. Um governo que mais parece um trem
    desgovernado e sem maquinista, traficantes e assassinos soltos ma-
    tando mais que uma guerra do Vietnan. Este é o saldo de um país
    que virou um caos. Tem jeito !? Sim, daqui a mil anos…

  2. Diego
    segunda-feira, 21 de agosto de 2017 – 10:40 hs

    Solução fácil não existe. Dinheiro pra investir na polícia e em presídios não tem, a solução de crimes é precária e ineficientes, as cidades tomadas pelas drogas e pelo tráfico. A solução mais imediata seria colocar uma arma na mão de cada cidadão de bem e ensiná-lo a se defender, pois o custo não recai sobre o estado e a população teria pelo menos condições de se defender. Mas o bandido sabe que pode assaltar, matar, estuprar etc sem correr nenhum risco de vida.
    Resumindo, desarmamento é genocío. Os números são irrefutáveis.

  3. Do Interior...
    segunda-feira, 21 de agosto de 2017 – 11:10 hs

    O Rio de Janeiro já está em guerra civil e não se deu conta. O mesmo pode ocorrer com o resto do país se nada for feito contra a bandidagem.

    É a mesma situação que o sapo numa panela de água levada ao fogo e aquecida devagar. O sapo não se da conta e morre cozido. O Rio de Janeiro está na mesma situação: o problema foi se agravando e não perceberam. A guerra civil já acontece.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*