Audiência sobre a morte de fiscal de combustível | Fábio Campana

Audiência sobre a morte de fiscal de combustível

Hoje, às 15 horas, terá início a audiência de instrução do julgamento dos três acusados pela morte do empresário Fabrizzio Machado da Silva, que era presidente da Associação Brasileira de Combate à Fraude de Combustíveis. Fabrizzio foi morto no dia 23 de março deste ano, enquanto participava de uma operação para investigar fraudes em postos de combustíveis.
Serão três dias de audiência, com 30 testemunhas a serem ouvidas, tanto de acusação quanto da defesa dos réus. As próximas sessões estão marcadas para os dias 18 e 19 de setembro.
O empresário e ex-vereador Onildo Chaves de Córdova II foi preso pela Polícia Civil em um flat no bairro Batel acusado de ser o mandante do crime. Onildo já foi vereador na cidade de Mandirituba e é dono de quatro postos de combustíveis em Curitiba e região metropolitana. O homem que atirou contra a vítima, Patrick Jurczyszin Leandro, o intermediário Ronei Dulciano Rodrigues, Matheus Willian Marcondes Guedes, que teria ajudado a planejar o crime durante o dia e dado cobertura ao executor, também estão detidos.
À polícia, Onildo nega o crime. Mas para investigadores da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa não há dúvidas de que o ex-vereador mandou matar Fabrizzio pelo valor de R$ 21 mil.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*