10% dos deputados atuais não seriam eleitos no 'distritão' | Fábio Campana

10% dos deputados atuais não seriam eleitos no ‘distritão’

Da BBC:

A comissão da reforma política aprovou na madrugada desta quinta-feira o sistema do “distritão”. Se a regra já estivesse em vigor nas últimas eleições, 45 deputados atuais não teriam sido eleitos. O PMDB e o PSD seriam os maiores beneficiados, com seis deputados a mais cada.
A reforma política se tornou prioridade para os caciques dos principais partidos políticos. E um dos pontos é a adoção do sistema do “distritão” nas eleições de 2018. Mas se este sistema já estivesse em vigor nas eleições de 2014, quase 10% dos atuais integrantes da Câmara dos Deputados seriam diferentes: 45 dos 513 deputados atuais não teriam sido eleitos.
O PMDB e o PSD seriam os principais partidos beneficiados, com seis deputados a mais cada. Para o PT, o saldo seria de três vagas a mais. PP e PSDB continuariam com o mesmo número de cadeiras, e o PR perderia dois deputados.


Um comentário

  1. JOHAN
    terça-feira, 15 de agosto de 2017 – 9:39 hs

    Caro FÁBIO, os parlamentares possuem uma visão diferente da população em geral. Normalmente eles observam o processo sucessório sempre com eles participando da manutenção, e não como o eleitor que deseja mudanças, sempre. Como eles possuem essa visão diferente, talvez estejam justamente favorecendo a escolha do eleitor na busca da renovação. Nas últimas eleições municipais algumas Câmaras tiveram renovação superior a 65,0% das cadeiras, isso é uma ótima realidade. Algumas lideranças sugerem a renovação superior a 75,0%, para permitir que ocorra a limpeza moral que a sociedade deseja. E com isso os parlamentares estão lançando a responsabilidade por essa limpeza, justamente por quem de direito deve executá-la. Que assim seja, com o eleitor votando com consciência, livre, imparcial e honesto, mesmo no famigerado DISTRITÃO. Atenciosamente. . ,

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*