Vai dar samba | Fábio Campana

Vai dar samba


Representantes das escolas de samba do Rio de janeiro foram a Brasília cantando “quem não chora não mama” e se queixaram da falta de recursos para preparar a festa de 2018.
Temer, que fecha a torneira de um lado, apara abrir de outro, prometeu R$ 13 milhões de ajuda para as agremiações, R$ 1 milhão para cada uma.
Quem fez a ponte do encontro foi o deputado federal Pedro Paulo (PMDB-RJ), que votará contra a aceitação da denúncia de Temer.


5 comentários

  1. CAÇADOR DE VERMES PETISTAS
    terça-feira, 25 de julho de 2017 – 15:58 hs

    esse é o retrato de um Pais atrasado ao extremo. O Poder público NÃO tem autorização do povo pra bancar esta zona. Ridículo tirar dinheiro da educação, saúde, segurança publica, manutenção de rodovias e tantos outros pra fazer doação a blocos de CARNAVAL.
    NÃO suportamos mais tanto dinheiro jogado no lixo seus pilantras.

  2. Paulo melo
    terça-feira, 25 de julho de 2017 – 17:25 hs

    P.Q P. 13 milhoes para putaria,,, o povo merece mesmo, enquanto isso a gasolina e os impostos nos comem dia a dia e o povo vai até Brasilia pedir dinheiro para a bagunça, saúde esta uma beleza, daria para fazer quantos postos de saúde no Rio com este dinheiro ,pagar quantos aposentados que estão na miséria no Rio….. carioca tem que se ferrar.

  3. terça-feira, 25 de julho de 2017 – 17:29 hs

    O brasil é o país das bundas de fora e futebol, enquanto houver isso o povo rebola mas vai para a galera, literalmente tomando na cabeça.

  4. TO DE OLHO
    terça-feira, 25 de julho de 2017 – 22:14 hs

    NESTE BLOG, JÁ FALEI DA “MALANDRAGEM CARIOCA”, QUANDO CITEI O PROTECIONISMO, PELA REALIZAÇÃO DE JOGOS PAN AMERICANO, OLIMPÍADAS COPA DO MUNDO, ALEM DAS FESTAS
    DE CARNAVAL, RÉVEILLON, ROCK IN RIO E ETC.
    AGORA ERA SÓ QUE FALTAVA, DINHEIRO PARA AS ESCOLAS DE SAMBA. —ESTÃO RINDO DA NOSSA CARA.
    BRASILEIROS ABRAM O OLHO COM O RIO
    JÁ IA ME ESQUECENDO -A CBF CONTINUA NO RIO, DEVERIA SER EM BRASILIA..

  5. BETO
    quarta-feira, 26 de julho de 2017 – 8:11 hs

    Pois é. Enquanto os brasileiros elegerem o futebol e o carnaval como prioridades, este pais jamais sairá do atoleiro. Como diz o velho ditado. “jacú escaceia mas nunca acaba”. Brasil, pais de jacús e bananas.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*