Tortura blindada em Foz do Iguaçu | Fábio Campana

Tortura blindada
em Foz do Iguaçu

Um acontecimento que envolve o MPF, Polícia e Receita Federal escandaliza a população de Foz do Iguaçu. Apesar das provas de tortura apresentadas pelos peritos contratados pela família do jovem Ademir Gonçalves, vítima de tortura seguida de morte, o delegado da PF encarregado do caso e o MPF decidiram pelo arquivamento.

Ontem, chamou a atenção da opinião pública o fato do Procurador Daniel de Jesus emitir despacho pelo arquivamento do caso, treze minutos após receber os quatro laudos dos peritos. Diante das evidências, o Juiz Titular da 5ª Vara Federal intimou o MPF a se manifestar sobre esses novos documentos e provas ao mesmo tempo em que mostra-se surpreso por ter o procurador do MPF levado apenas 13 minutos para ler quatro volumosos laudos periciais.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*