'Temer não conseguirá fazer as reformas' | Fábio Campana

‘Temer não conseguirá fazer as reformas’

Foto: Moreira Mariz/Agência Senado

Entrevistado no programa Salão Nobre da TV Senado, Alvaro Dias, falou sobre as reformas e o posicionamento do Podemos, ex-PTN, que não tinha representação na casa, passa a ter dois senadores: Álvaro e Romário (RJ), que era do PSB.

— Começamos com dois, mas poderemos ter três ou quatro —, afirma o líder, que ainda está negociando novas filiações.

Em maio deste ano, o PTN conseguiu autorização do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para mudar para “Podemos”, nome inspirado no slogan de campanha de Barack Obama “Yes, we can”. O senador Álvaro Dias explica, porém, que a inspiração ideológica vem dos chamados “partidos-movimento” europeus, que não se identificam com as tradicionais classificações de esquerda ou direita.

— O que se busca é aproveitar boas ideias da esquerda e da direita, somá-las e avançar, porque causas prioritárias mudam e nós temos que mudar também.

O líder informou que o Podemos vai procurar fazer parte de um bloco para manter a participação dos senadores que se filiarem ao partido nas comissões da casa. Mas o partido não fará parte da base do governo e vai adotar posição independente.

— Isso não significa ficar em cima do muro. A posição de oposição é complexa, porque pode se misturar ao posicionamento do PT, o que não é nosso desejo.

No caso das reformas, o Podemos vai liberar a bancada, mas o senador Alvaro Dias não acredita que a reforma da Previdência vai passar pela Câmara no governo Temer. Na reforma trabalhista a avaliação é diferente.

— Temer está recuando. Num novo governo, ela terá que ser rediscutida, porque do jeito que está, não atenderá às expectativas do capital nem do trabalho —, disse o líder.

Quanto à reforma política, ele defende que se aprove o que for possível agora, mas acredita que a verdadeira reforma só virá com um novo governo eleito.

Informações: Agência Senado


2 comentários

  1. FALA SÉRIO
    quinta-feira, 6 de julho de 2017 – 12:26 hs

    Se a reforma trabalhista não passar, é bem simples… os desempregados podem procurar o Senador para arrumar um emprego.
    Há, hoje foi preso um prefeito do Podemos.

  2. Doutor Prolegômeno
    quinta-feira, 6 de julho de 2017 – 13:47 hs

    Yes, nós phodemos.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*