STJ mantém prisão de procurador acusado de passar informações à JBS | Fábio Campana

STJ mantém prisão de procurador acusado de passar informações à JBS

A ministra Laurita Vaz, presidente do Superior Tribunal de Justiça, decidiu hoje a prisão preventiva do procurador da República Ângelo Goulart Villela, investigado sob a acusação de repassar informações sobre as apurações em troca de grana alta. Os fatos foram investigados na Operação Patmos, da Polícia Federal, deflagrada em maio.
“É deprimente e lamentável o registro de que um procurador da República, que é pago pelos cofres públicos justamente para fiscalizar e buscar o cumprimento das leis, ao que tudo indica, tenha aceitado suborno para ajudar criminosos, atrapalhando uma complexa investigação criminal, auxiliando uma organização criminosa a se esquivar de suas responsabilidades fiscais e criminais e oferecendo seus serviços para fins escusos”, decidiu a ministra.

N a base do “se eles podem,, eu também posso” ou “a lei é igual para todos”, no pedido de liberdade feito ao STJ, a defesa de Ângelo Goulart alegou que o procurador deve ser solto porque outros investigados foram beneficiados por habeas corpus concedidos pelo STF.
Os advogados também alegaram que o empresário Joesley Batista, dono da JBS e delator nas investigações, disse desconhecer promessa de pagamentos mensais de R$ 50 mil para obter informações do procurador.


4 comentários

  1. Daniel Fernandes
    segunda-feira, 17 de julho de 2017 – 17:18 hs

    “alegou que o procurador deve ser solto porque outros investigados foram beneficiados por habeas corpus concedidos pelo STF.”

    Errado, procurador. O seu crime é ainda mais grave do que o deles!

  2. eleitor desmemoriado
    segunda-feira, 17 de julho de 2017 – 18:28 hs

    O cara foi pego com o porco nas costas e jura que não estava roubando. É óbvio que o açougueiro não iria admitir que corrompia um procurador da República, o açougueiro é ladrão mas nem por isto precisa ser burro.

  3. Jotinha
    segunda-feira, 17 de julho de 2017 – 20:07 hs

    kkkkkkkkkkkk
    tem gente com medo do cara, mas não vai adiantar, não vai ficar preso por toda a vida, vai sair, e aí se agarrem que o bicho vai pegar; arrumaram pra cabeça dele, mas não é burro, inclusive ele preso mesmo já tem toda a rota da armação, e vai agir quieto, pra defender a propria dignidade o cara vai longe; a não ser que resolva vender o silêncio, kkkkkk

  4. Pedro Leonel
    segunda-feira, 17 de julho de 2017 – 20:43 hs

    Esse mergulho no lamaçal dado pelo ministerio publico compromete de forma irreversível essa importante instituição.
    Uma pena que essa sequencia de malandragem nivela todos os promotores a níveis rasteiros e nojento.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*