Presidente filipino recusa convite de Trump e diz que EUA são irrelevantes | Fábio Campana

Presidente filipino recusa convite de Trump e diz que EUA são irrelevantes

das Agências de Notícias

O presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, respondeu nesta sexta-feira (21) a um convite da Casa Branca dizendo que não irá aos Estados Unidos, um país que ele considera “irrelevante”.

“Em nenhum momento durante meu mandato, inclusive depois, viajarei aos Estados Unidos”, disse o líder filipino a jornalistas. “Já vi os Estados Unidos e são irrelevantes. Cometem violações dos direitos humanos.”

Em abril, o presidente americano, Donald Trump, o convidou para uma visita à Casa Branca. Alegando problemas de agenda, Duterte não enviou confirmação de presença.

O Congresso dos EUA realizou, na quinta-feira (20), uma audiência no Comitê de Direitos Humanos da Câmara sobre a política de guerra às drogas travada por Duterte contra os traficantes e que já deixou mais de 7.000 mortos, segundo dados oficiais. Entidades de direitos humanos afirmam que o número pode chegar a mais de 8.000.

O deputado democrata James McGovern afirmou que o presidente filipino “jamais deveria ter sido convidado a Washington”.

As relações entre Manila e Washington se degradaram desde que Duterte chegou à Presidência, em junho do ano passado. Ele, que se diz socialista, reorientou sua diplomacia para a China e Rússia.

Em setembro, Duterte chegou a insultar o então presidente dos EUA, Barack Obama, chamando-o de “filho da p.**”. “Quem é ele para me confrontar?”, perguntou Duterte, se referindo a Obama, acrescentando que as Filipinas não receberam um pedido formal de desculpas por abusos cometidos durante a colonização pelos EUA.

Antes, o presidente filipino já havia criticado o papa Francisco e o então secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon.


3 comentários

  1. VISIONÁRIO
    sábado, 22 de julho de 2017 – 5:18 hs

    O polemico Presidente das Filipinas é talvez hoje o único que consi-
    ga enfrentar o todo poderoso Trump desta maneira. Apesar de ser
    cruel no combate aos traficantes e alguns crimes hediondos matan-
    do com as próprias mãos e condenando à pena de morte, o país eli-
    minou definitivamente esta praga que devasta o mundo.

  2. eleitor desmemoriado.
    sábado, 22 de julho de 2017 – 15:57 hs

    Apoiado, os norte americanos ainda se acham os policiais do Universo. E a gente se alia a quem nos é mais útil, o presidente filipino se aliou à China e à Rússia porque achou mais vantajoso. A vida é assim mesmo, nem sempre precisamos ficar de cabeça baixa e beijando a mão dos que se consideram poderosos.

  3. OTIMISTA
    sábado, 22 de julho de 2017 – 17:40 hs

    Segundo notícias, o governo de Duterte só é menos sangrento do
    que o governo de Cingapura. Sabe o que é viver em um país com
    tráfico e usuário de drogas zero ???

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*