O Rio de Janeiro continua lindo? | Fábio Campana

O Rio de Janeiro continua lindo?

O Paraná Pesquisas fez um levantamento, encomendado pelo jornal DIA, para saber das intenções de voto para governador do Rio de Janeiro.
O prefeito do Rio de Janeiro, Marcelo Crivella (PRB), lidera a pesquisa estimulada, com 27,8% dos eleitores entrevistados. Na segunda posição, vem o senador Romário, recém-filiado ao partido Podemos, com 14% das preferências. O ex-prefeito Eduadro Paes (PMDB) vem em terceiro, alcançando 9%.
Sem Crivella, que tem mandato até 2020, e outros nomes sugeridos, Romário assume a dianteira com 15,5%. O deputado estadual Marcelo Freixo (PSol), fica em segundo com 10,5%; o ex-governador Anthony Garotinho, atualmente filiado ao PR, com 9,5% em empate técnico com Eduardo Paes (9,1%).

Nos dois cenários, o ex-treinador da Seleção Brasileira de Vôlei Bernardinho aparece em posição intermediária, com 7% da preferência do eleitorado. Bernardinho trocou o PSDB pelo Novo. E o secretário municipal de Urbanismo, Infraestrutura e Habitação Indio da Costa (PSD) alcança índices em torno de 6%.

Do jornal Dia:
No recorte por gênero, Marcelo Crivella se sai melhor com o eleitorado feminino, alcançando 30% da preferência dessa fatia do eleitorado, contra 25% entre os homens. Ainda assim, fica na frente de Romário. O ‘Baixinho’ tem 16% de intenção de voto dos eleitores do sexo masculino e apenas 12% entre as mulheres.

Na divisão por faixa etária, a preferência por Crivella se mantém uniforme. Já Romário tem nos entrevistados situados na faixa entre 16 e 44 anos o seu público mais forte. Na faixa de 45 anos em diante, os índices de intenção de voto no senador caem.

Segurança no topo das preocupações

Nada é mais grave para o eleitor do Rio do que a questão da Segurança Pública no estado. Como costuma acontecer em levantamentos do tipo, esse foi o tema mais citado pelos entrevistados do Instituto Paraná Pesquisas (37,7%). A Saúde vem a seguir, com 21,2% das citações.

Dois temas ligados à crise pela qual passa o Rio de Janeiro foram apontados como ‘o maior problema do Estado’ por uma parcela expressiva dos eleitores. Um deles foi a corrupção, citada por 14,9% dos pesquisados, enquanto a ‘crise financeira do estado’ foi apontada por 7,8% dos entrevistados, ficando acima de um ítem que aparece normalmente na ponta de levantamentos do gênero: o desemprego.

Nessa questão, a pesquisa foi espontânea, quando o entrevistado indica a reposta, sem opções pré-indicadas.

64% acham gestão Pezão péssima

O levantamento do Instituto Paraná Pesquisas também avaliou a administração do governador Luiz Fernando Pezão (PMDB) — que, a partir de hoje, estará afastado uma semana do cargo para tratamento médico.

A maioria absoluta da população fluminense considera a administração atual péssima (64.1%). Na outra ponta, apenas 0,3% dos eleitores avalia a gestão como ótima. Para 3,5%, o governo é bom, para 12,5%, regular e para 18,1%, ruim.

O instituto também fez a seguinte pergunta aos entrevistados: “de uma maneira geral, o sr.(a) diria que aprova ou desaprova a adminiastração do governador do Estado do Rio de Janeiro, Pezão, até o momento?”.

Oitenta e oito e meio por cento responderam que desprovam, enquanto 8,5%afirmaram aprovar e 3% disseram que não sabem ou preferiram não dar nenhuma opinião.

O Instituto Paraná Pesquisas entrevistou 2.020 eleitores em 43 municípios do Estado do Rio. O levantamento foi feito por meio de entrevistas pessoais do dia 6 ao dia 10 de julho. A amostra tem grau de confiança de 95% e margem de erro de aproximadamente 2%.


4 comentários

  1. Jotinha
    segunda-feira, 17 de julho de 2017 – 11:56 hs

    Esqueceram de colocar o presidiário nas pesquisa? kkkkkkk lá bem provável que tenha um bom índice, kkkkk
    Mas falando sério, esse Bernardinho podeser uma surpresa, no meio a tantas desgraças por lá, o carioca não merece isso, tem muita gente boa por lá.

  2. eleitor desmemoriado
    segunda-feira, 17 de julho de 2017 – 18:35 hs

    Os cariocas provam que muito sol e praia deixa o miolo mole. Como é que 9% deles querem um cara como o ex-prefeito como governador? Depois do Cabral nada consegue ser pior? E o Garotinho de volta? Gente, é como pedir o Sarney no lugar do Temer, são mesmo insuperáveis estes cariocas.

  3. Daniel Fernandes
    segunda-feira, 17 de julho de 2017 – 18:39 hs

    “Os cariocas provam que muito sol e praia deixa o miolo mole”
    (2)

  4. Daniel Fernandes
    segunda-feira, 17 de julho de 2017 – 18:46 hs

    Só para complementar sobre o miolo mole dos cariocas: vejam as personalidades que uma determinada emissora carioca gosta de adular, para ter uma ideia de como o sol e a praia amolecem o miolo.
    Se bem que….
    Deve haver outros fatores envolvidos no amolecimento do miolo, pois o que vemos em emissoras localizadas em outros estados é a mesma coisa…. Só muda o sotaque….

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*