O desprezo do PT pela classe média | Fábio Campana

O desprezo do PT pela classe média

Marilena Chauí, a filósofa do PT, ao lado de Lula a dizer sandices recolhidas de seus conhecimentos chinfrins. Este marxismo vulgar, sem nexo com a realidade, pode causar estragos em mentes frágeis e abertas para tolices.
Se Chauí fosse equilibrada e tivesse alguma intelectualidade capaz de juntar lé com cré jamais pronunciaria tais bobagens.


14 comentários

  1. Sergio Silvestre
    quinta-feira, 20 de julho de 2017 – 14:24 hs

    Pois é,a classe média é isso ai mesmo,claro que tem a chamada classe média baixa onde está os trabalhadores qualificados que carregam piano,mas a classe média que ela disse é aquela composta por auditores,juízes,procuradores,altos cargos da policia e justiça e uma pá de empresários corruptos médios.
    Olhe o exemplo dos seu leitores Campana,é de uma classe média carente do serviço publico e outros imbecis a procura de um norte,tem raiva de pobre e de trabalhador,gosta de levar o poodle nos pets shopings e rotar caviar com tudo financiado e quando o sapato aperta e o banco toma sua coisas não pagas põe a culpa no governo petista.
    Aqui em Londrina aconteceu isso,uma classes media da Palhano e zona sul que rotou uma dinastia inglesa e muitos quebraram..
    Os cabeças das passeatas hoje envergonhados ainda nutrem o golpe por que não dão o braço a torcer,mas sonham com os dias Lulistas,mas morrem de vergonha de dar o braço a torcer.
    Pobres diabos que moram enclausurados em aptos modestos e caros,que pagam com que não tem personal trainer cubanos para suas esposas.
    Ei voce da classe média alta,olha o oficial de justiça cara.

  2. Daniel Fernandes
    quinta-feira, 20 de julho de 2017 – 14:48 hs

    Pois é,a classe média é isso ai mesmo.(2)
    A alta também, e uma boa parte da baixa.
    Mas não precisa fazer discurso incitando à guerra de classes.
    E nem falar neste tom à la “Adolf Hitler”.
    Ela falou de ‘fascista’. O que ela é, falando nesse tom, a não ser uma fascista?

  3. Daniel Fernandes
    quinta-feira, 20 de julho de 2017 – 15:08 hs

    Sergio Silvestre, me inclua fora dessa em que você arrola os leitores do Fabio Campana: ‘tem raiva de pobre e de trabalhador,gosta de levar o poodle nos pets shopings e rotar caviar com tudo financiado e quando o sapato aperta e o banco toma sua coisas não pagas põe a culpa no governo petista.’

    Não tenho raiva de pobre e trabalhador. São eles que carregam o piano, na verdade . Tenho pena.
    Não tenho ‘pet’ no por achar que o dinheiro que gastaria com ele pode ser usado de outra forma: ajudando as pessoas que aparecem aqui na vizinhança, pedindo um prato de comida na frente do restaurante em que às vezes pego marmita, ou comprando coisas para os coitados que pedem comida na entrada do supermercado. Outro dia mesmo, o segurança do supermercado em que eu estava fazendo compras quis dar uma de macho para cima de uma moça que estava pedindo aos consumidores um quilo de arroz, um quilo de feijão e um quilo de açúcar….Ela estava com o filho. Saí da fila do caixa e encrenquei com o tal segurança. Ela mostrou-me a carteira de trabalho: tinha acabado de ser demitida…
    E estava sem grana nenhuma para comprar nem o mais básico.
    Eu comprei. E comprei com gosto.
    Vejo as moradoras aqui do prédio com os cachorrinhos chiques, gastando um bom dinheiro neles, e caso algum pobre peça alguma coisa para elas na rua, elas torcem a cara…
    O cachorro é mais importante que um ser humano, aparentemente.
    E ainda chamam de ‘pet’ para ficar ‘chic’.

  4. Daniel Fernandes
    quinta-feira, 20 de julho de 2017 – 15:29 hs

    A classe baixa quer transformar-se na classe média.
    A classe média na alta.
    A alta quer ficar onde está.
    Só o que eles não querem mudar é a mentalidade chulé.
    Não é uma classe, um grupo de pessoas.
    É uma mentalidade da ‘vantagem em tudo’ que permeia todas as classes.
    O problema não é uma classe ser assim ou assado.
    O grande problema é todas elas serem e terem a mesma mentalidade.
    É a mentalidade de atingir o trono da riqueza de qualquer maneira.
    Este é o problema.
    Sendo rico, o feio fica bonito. O burro, inteligente. Mesmo quem não tem mérito algum fica cheio de méritos… E para isso, dar-se bem, vale tudo.
    É assim que pensa o brasileiro em geral, de todas as classes sociais.
    Eu vejo todo dia. Nos menores gestos a gente detecta a mentalidade porca.
    Esqueçam. Não tem solução e nunca terá.

  5. Daniel Fernandes
    quinta-feira, 20 de julho de 2017 – 15:32 hs

    Como já disse antes, uma boa parcela da população brasileira viu-se no espelho com os casos de corrupção envolvendo políticos e empresários.
    Não gostou do que viu, ignorou a própria imagem refletida no espelho como se não fosse com ela, e correu para apontar o dedo: ‘Só os políticos são corruptos! Eles são os culpados de todos, todos os nossos males.’
    Sinto muito, mas não é tão fácil assim…

  6. Sergio R.
    quinta-feira, 20 de julho de 2017 – 16:35 hs

    Essa mulher sempre foi doente. Deve ganhar mais de 25 mil na USP e fala para um bando de retardados sobre classe média. E pior, aplaudem. E pelo jeito ela tem seguidores fiéis, pelos comentários sem nexo.

  7. quinta-feira, 20 de julho de 2017 – 16:38 hs

    Daniel Fernandes, vá catar coquinho, cara chato !

  8. eleitor desmemoriado.
    quinta-feira, 20 de julho de 2017 – 17:16 hs

    Marilena Chauí é uma infeliz, para ela no mundo não deveria haver lugar para gente que não pensasse como ela. O mundo ideal é o imaginado por ela e, que não reza pela bíblia dela não presta. Mas o que mais me espanta é como há imbecis que ainda acreditam nesta velhota maluca, levam-na a sério, como se o que esta imbecil dissesse tivesse alguma lógica.

  9. Jair Pedro
    quinta-feira, 20 de julho de 2017 – 17:31 hs

    Mais imbecil que essa tresloucada é quem está aplaudindo.

  10. Do Interior
    quinta-feira, 20 de julho de 2017 – 19:02 hs

    Ela tem ódio porque são os únicos que tem cérebro e não votam no PT.

    Ela quer só duas classes, assim como em Cuba: a grande e baixa e os donos do poder (a alta).

  11. quinta-feira, 20 de julho de 2017 – 19:36 hs

    No Brasil, criou-se a divisão de classes sociais e etnias. Aí
    fizeram o povo odiarem entre si, isto porque um povo desunido
    é fácil de ser vencido. Eu gostaria de saber quem faz parte da tal
    elite branca. Será que quem acorda cedo para trabalhar e no fim de algum tempo consegue comprar um carro, um apartamento ou uma boa casa, pagar os estudos dos filhos pertence à elite branca tão odiada pelo sapo falante?

  12. FCarraro
    quinta-feira, 20 de julho de 2017 – 19:45 hs

    Sérgio Silvestre tentando explicar o que é e quem é a classe média citada por Marilena, pseuda filósofa chega a ser uma ofensa. Nem ele, nem ela tem qualquer discernimento sobre o tema e tanto um quanto outro só falam merda. Esperar o quê de quem defende e tem por líder maior o maior larápio, ladrão e corrupto que já apareceu nesse país tropical? Enquanto é tempo, vá a merda seu grande bosta! Perdi a paciência com idiotas!

  13. SOLANGE LOPES
    quinta-feira, 20 de julho de 2017 – 22:07 hs

    Essa tal de Marilena Chauí tem cara de que e mal comida.

  14. Jotinha
    quinta-feira, 20 de julho de 2017 – 22:42 hs

    kkkkkkkkkkkk
    Até já li alguma coisa dela quando cursei licenciatura, nos cursos de bacharelado nunca mais li.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*