MP aprova aumento de 16% no salário de procuradores | Fábio Campana

MP aprova aumento de 16%
no salário de procuradores

Ao votar o orçamento para o ano que vem, o Conselho Superior do Ministério Público Federal decidiu aprovar um reajuste de 16,7% nos salários dos procuradores da República, atendendo a uma forte reivindicação da categoria. O impacto será de R$ 116 milhões. As informações são de Agência Brasil.

Apenas três dos 11 conselheiros foram contra. O atual procurador-geral da República, Rodrigo Janot, votou a favor do aumento, apesar de classificar a medida como uma “decisão política” encampada pela futura procuradora-geral da República, Raquel Dodge, que assume o cargo em setembro.

Com o aumento, é possível que os salários dos procuradores ultrapassem o teto constitucional, uma vez que o STF decidiu não propor, até o momento, um reajuste nos vencimentos de seus ministros. Neste caso, a decisão do conselho poderá ser considerada inconstitucional. Os vencimentos dos ministros do STF são hoje de R$ 33,7 mil, que é o maior salário permitido a servidores públicos.

Não ficou definida a fonte dos R$ 116 milhões necessários para aumentar os salários do procuradores. Janot e Dodge se comprometeram a montar um grupo de transição entre suas administrações, que ficará responsável por apontar onde serão feitos os cortes para permitir o aumento.

No total, foi aprovado um orçamento de R$ 3,8 bilhões para todo o Ministério Público Federal (MPF). A proposta será encaminhada ao Ministério do Planejamento, que verificará sua conformidade legal. Em seguida será enviada ao Congresso Nacional, que precisa aprová-la.


14 comentários

  1. SILVANO
    quarta-feira, 26 de julho de 2017 – 15:32 hs

    Fabio, esta noite fiquei sem dormi, esperando o pronunciamento do Procurador Deltan Dallagnol e sua equipe, onde os mesmo deveriam chamar a imprensa para falar que estavam renunciando o aumento de 17% em seus salários. Como não manifestaram, quando levantei cedo, fui até o meu carro e retirei o adesivo “eu apoio a lavra jato”. Senhor Deltan Dallagnol, em nome dos 23.000.000 (vinte três milhões), de brasileiros desempregados, gostaria que o senhor e sua equipe chamasse a imprensa e renunciassem esse aumento salarial absurdo. Gostaria que vocês procuradores, quando passassem pelos sinaleiros em Curitiba e vejam a quantia de pessoas desempregadas, vendendo frutas, doces e roupas para conseguir comida e sobreviver com um ganho mensal que não passa de R$500,00 mensais. Senhor Deltan, chega de demagogia, chega de enganar o povo brasileiro que está passando necessidade.

  2. Doutor Prolegômeno
    quarta-feira, 26 de julho de 2017 – 16:08 hs

    Pois é, Robespierre guilhotinava, mas, não abria mão de champanhe, caviar e patê de trufas. E pensar que a infeliz Maria Antonieta mandou a patuleia comer brioches.

  3. COMANDO
    quarta-feira, 26 de julho de 2017 – 16:37 hs

    Só eles, mas o restante dos servidores como no Paraná, não tiveram nem mesmo a reposição que é obrigatória por Lei…

  4. juarez
    quarta-feira, 26 de julho de 2017 – 17:23 hs

    Nem assumiu ainda o cargo de chefe do MPF , e a menina já começou a gastar por conta da viúva !!

  5. Silvio
    quarta-feira, 26 de julho de 2017 – 18:25 hs

    Tudo farinha do mesmo saco…

  6. quarta-feira, 26 de julho de 2017 – 19:39 hs

    Silvano, não se iluda eles não abrem mão nem do imoral auxílio moradia, dado aos procuradores e juízes. Você acha que deixariam essa oportunidade?
    É triste mesmo!

  7. Pedro Coelho
    quarta-feira, 26 de julho de 2017 – 19:49 hs

    essa instituicão ja deu o que tinha de dar, desvirtuou na excencia tornando-se mercenária, classista e pernóstica a nação…

  8. PEDRO
    quarta-feira, 26 de julho de 2017 – 20:08 hs

    A lava Jato, já foi para o brejo. Eu pergunto que moral o Senhor Deltan Dallagnol, terá para denunciar os políticos?. O exemplo têm que vir de dentro da casa.

  9. Jorge Hardt Filho
    quarta-feira, 26 de julho de 2017 – 20:30 hs

    Escárnio com os milhões de desempregados.

  10. Sergio Silvestre
    quarta-feira, 26 de julho de 2017 – 21:37 hs

    Uma vergonha essa nossa justiça,que muitos ainda não se contentando com esses salários escandalosos,ainda vendem sentenças.Eu imagino o quanto levaram para que o Neymar ficasse livre de pagar 200 milhões em impostos devidos ao povo brasileiro.

  11. Janaina Fernanda
    quarta-feira, 26 de julho de 2017 – 23:03 hs

    Todos sem exceção …promotores e juízes estaduais e federais …mostra sua holerite e suas vantagens e aí …eu deixo esta frase para todos pensarem

    A justiça está para servir a nós que pagamos seus altos salários ou nós que estamos para servir este grupo ..que está nadando de braçada no dinheiro….

    Pare e pense todo este barulho de lava ajato e temer é briga por poder e grana …

  12. LÍNGUA FELINA
    quinta-feira, 27 de julho de 2017 – 6:47 hs

    Hoje eu caminho por cima das cascas de ovos já totalmente que-
    brados literalmente. Isto porque se analisarmos apenas no aspecto
    moral e ético, temos muito o que discutir e porque não aprender !?
    Pune-se os corruptos exemplarmente e quando todos achamos
    que em um momento desta crise gravíssima que assola o país ve-
    mos que a gastança continua em todos os níveis. Exigem que a
    economia fique só no bolso dos outros…

  13. FUI !!!
    quinta-feira, 27 de julho de 2017 – 6:50 hs

    Já escrevi inúmeras vezes que quando os políticos discutem o
    aumento do famigerado “salário mínimo” que mais do que nunca
    se transformou em mínimo mesmo, em valores que nunca passam
    de centavos e acham que estão fazendo um grande favor ao povão,
    os outros aumentos a favor dos governantes são aberrantes. Todos
    pensam em salvar a própria pele e que os outros se danem !!!

  14. ieto
    quinta-feira, 27 de julho de 2017 – 9:43 hs

    Pois é…logo agora que os brasileiros começam a por fé na Justiça, vem uma proposta dessas. VERGONHA!

    Ainda é tempo de rever!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*