Marcelo Roque derrotado na Câmara de Vereadores | Fábio Campana

Marcelo Roque derrotado na Câmara de Vereadores

O clima esquentou neste frio de inverno em Paranaguá. Articulado pela procuradora-geral do Município, Luciana Costa, o projeto de lei da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) não saiu ao gosto do prefeito Marcelo Roque (PV). O projeto previa um remanejamento de 12% a 20% do orçamento do município sem autorização da Câmara de Vereadores. De R$ 60 milhões para R$ 116 milhões, um salto de R$ 56 milhões. Os moradores se mobilizaram, lotaram as galerias do legislativo e o remanejamento foi rejeitado pelos 17 vereadores – apenas Marquinhos Roque, irmão do prefeito e presidente da Câmara, não votou. Vereadores da oposição e da própria base de Roque reclamam da interferência direta da procuradora em todos os assuntos da prefeitura. “Ela manda mais que o prefeito”, disse um vereador que fez campanha ao lado de Marcelo Roque.


5 comentários

  1. Casemiro Brandão
    quinta-feira, 6 de julho de 2017 – 9:05 hs

    Sempre assim.
    Um aspone quer mandar mais que o Chefe.
    Desde que trabalhou com José Baka ela manda mais que os prefeitos.

  2. Julio
    quinta-feira, 6 de julho de 2017 – 10:24 hs

    Ela se acha a Dilma do Lula.
    Quer ser a próxima prefeita.

  3. Julio
    quinta-feira, 6 de julho de 2017 – 11:03 hs

    Vamos trazer o MP de Antonina para Paranagua.
    Daí a coisa vai funcionar.

  4. Jotinha
    quinta-feira, 6 de julho de 2017 – 12:12 hs

    Claro, se o prefeito não sabe administrar, a PGR vai ensinando.

  5. Josane
    quinta-feira, 6 de julho de 2017 – 12:51 hs

    siga em frente prefeito ! ótimo trabalho , tem q seguir as orientações da PGM sim para q se tenha uma administração correta e justa!

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*