Maconha de farmácia termina em primeiro dia de vendas | Fábio Campana

Maconha de farmácia termina em primeiro dia de vendas

Ontem começou o início da venda de maconha para uso recreativo em farmácias do Uruguai. Longas filas se formaram já ao amanhecer na frente das farmácias, as quatro disponíveis em Montevidéu, registradas no Instituto de Regulamento e Controle de Cannabis do Uruguai, tiveram os estoques esgotados ontem mesmo. Em algumas delas, o produto acabou apenas algumas horas depois de as lojas serem abertas.
Parte da população usuária está tranquila, outra aguarda, com ansiedade, o novo lote.
(Foto de Raúl Martínez/EFE)


3 comentários

  1. Doutor Prolegômeno
    quinta-feira, 20 de julho de 2017 – 11:24 hs

    Em “Admirável Mundo Novo”, Huxley (que curtia uma droga) pensou em doses diárias de “soma” para deixar a população feliz e tranquila, trabalhando e obedecendo às leis e ao Estado, sustentando as castas estatais bovinamente. Logo, o mundo estará cheio de chapadões obedientes, felizes e contentes, servos de lealdade canina ao Estado e de seus líderes. O futuro chegou.

  2. Sergio R.
    quinta-feira, 20 de julho de 2017 – 13:41 hs

    Se eles não têm pão, que fumem maconha, disse o grande socialista, empenhado em escravizar os uruguaios. Ou pão e maconha para o povo. Mas tudo em nome da recreação.

  3. eleitor desmemoriado.
    quinta-feira, 20 de julho de 2017 – 17:27 hs

    kkkk aí sim deve ser bom de morar, com certeza não tem problema algum, é só queimar umzinho que tudo vira uma nice.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*