Lula tenta de novo, mas com essa defesa… | Fábio Campana

Lula tenta de novo, mas com essa defesa…

A defesa de Lula precisa melhorar os argumentos ou vai continuar passando vergonha e complicando o patrão. Hoje, os advogados tiveram, novamente, dois pedidos de habeas corpus negados. Solicitadas há um mês, as ações já haviam sido negadas em decisão liminar do desembargador federal João Pedro Gebran Neto, relator dos processos da Lava Jato Tribunal Regional Federal da 4ª Região.
Está ficando feio, os advogados têm que dar uma olhadinha nos livros da faculdade de volta.

No primeiro pedido de habeas corpus, os advogados de Lula esperavam a realização de diligências complementares que, segundo eles, possibilitariam a produção de novas provas favoráveis ao ex-presidente. Ao votar pelo indeferimento, Gebran ressaltou que o juiz federal Sergio Moro é o destinatário das provas e, portanto, pode recusar procedimentos para a produção de novas evidências.
“A simples postulação da defesa não lhe assegura a produção de toda e qualquer prova, sobretudo quando muitos fatos que pretende comprovar já estão esclarecidos nos autos de outro modo”, afirmou o desembargador.

A segunda ação questionava a veracidade de um e-mail apresentado pela defesa do ex-presidente da OAS José Aldemário Pinheiro, o Leo Pinheiro. Os advogados de Lula disseram que o documento, datado de 2012, faz referência a uma notícia publicada apenas em 2016. O requerimento que pedia processamento do incidente como falso havia sido indeferido em primeira instância por Moro.
O processo também foi negado pelos desembargadores do TRF4. Eles entenderam que o habeas corpus não é o instrumento processual adequado em tais casos. Durante a votação, Gebran avaliou as falsidades apontadas pela defesa de Lula como comentários do advogado de Pinheiro.

Os dois pedidos de habeas corpus foram rejeitados pela 8ª Turma do TRF4 por unanimidade.


5 comentários

  1. FanfarrãoDasAraucárias
    quarta-feira, 5 de julho de 2017 – 20:15 hs

    Ora, Campana, você deveria saber que ISSO É SIMPLES ESTRATÉGIA DE DEFESA, que visa única e exclusivamente POSTERGAR A DECISÃO DE MORO, para IMPOSSIBILITAR uma eventual ratificação da sentença pelo TRF4, ANTES DAS ELEIÇÕES DO ANO QUE VEM!!
    Na verdade, os advogados de Lula ESTÃO CERTÍSSIMOS em sua estratégia de postergar ao máximo a sentença de Moro, pois O OBJETIVO ÚNICO DE LULA, NESTE MOMENTO, É PARTICIPAR DO PLEITO DE 2018, porquanto, SE VENCER, todos os seus processos ficarão SUSPENSOS até a data dele sair da Presidência, o que poderá ocorrer somente em 01/01/2027!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  2. Sergio Silvestre
    quarta-feira, 5 de julho de 2017 – 20:16 hs

    Esse Gebran ai é também um tucano,um direita raivoso.

  3. SOLANGE LOPÉS
    quarta-feira, 5 de julho de 2017 – 21:26 hs

    O jacaré engomado só é advogado do Lularapio porque e genro do sócio do Lula. Estão com as burras cheias de dinheiro advindo da corrupção.

  4. LÍNGUA FELINA
    quinta-feira, 6 de julho de 2017 – 5:26 hs

    A defesa do Lula já não sabe mais para onde correr e a única estra-
    tégia é postergar qualquer decisão contra o sapo barbudo ou agredir
    o Juiz Moro.

  5. Rr
    quinta-feira, 6 de julho de 2017 – 14:00 hs

    Eles não são tão ruíns assim,é que com tantas provas contra esse cafajeste, não existe argumentos.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*