Igreja Católica contra Nicolás Maduro | Fábio Campana

Igreja Católica contra Nicolás Maduro

A Igreja Católica da Venezuela afirmou hoje que o governo de Nicolás Maduro é uma ditadura prestes a se consolidar com a eleição de 30 de julho de uma Assembleia Nacional Constituinte.
“Esta Assembleia prevista para o final de julho será imposta à força e o resultado serão a constitucionalização de uma ditadura militar, socialista, marxista e comunista. Já não há conflito ideológico entre direitas e esquerdas, e sim uma luta entre um governo convertido em ditadura e todo um povo que clama por liberdade”, disse o monsenhor Diego Padrón, presidente da Conferência Episcopal Venezuelana.
Para ele, a Constituinte apenas assegurará a permanência ilimitada do atual governo no poder e a anulação dos poderes públicos, como o Parlamento, de ampla maioria opositora.
Monseñor Padrón autorizou, além disso, que locais pertencentes à Igreja, com exceção dos templos, sejam usados para um referendo simbólico da oposição no dia 16 de julho para rejeitar a Constituinte.


2 comentários

  1. Do Interior...
    sexta-feira, 7 de julho de 2017 – 14:24 hs

    A igreja católica é a primeira a defender esses lixos de esquerda, PT, PSOL, PCO, PCdoB e o Maduro e Chaves.

    Agora, aguentem.

  2. eleitor desmemoriado
    sexta-feira, 7 de julho de 2017 – 18:35 hs

    que horror, este Monseñor Padrón corre seríssimo risco de ser excomungado pelos seus irmãos bolivarianos aqui do Brasil. Ou que sabe até pelo papa Francisco, porque este insiste em que o irmão Maduro é um bom moço, meio equivocado mas excelente pessoa. Quem sabe não teremos ainda alguns dos nossos tantos togados condenando o pobre Monseñor Padrón.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*