Câmeras de monitoramento sem funcionar em Maringá | Fábio Campana

Câmeras de monitoramento
sem funcionar em Maringá

Maringá tem 70 supercâmeras de monitoramento. A intenção é de supervisionar o tráfego de veículos e de pessoas, um suporte extra de proteção e segurança. Elas são mantidas pela prefeitura, mas mais de um terço delas não está funcionando por falta de manutenção.
O motivo, segundo o secretário de Gestão, Laércio Fondazzi, é a necessidade de uma nova licitação, no valor de R$ 600 mil ao ano, para contratar uma empresa responsável pela manutenção dos equipamentos.
A previsão é que o processo demore 90 dias.


Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*