Cadê Guido Mantega? Ele não apareceu para depor | Fábio Campana

Cadê Guido Mantega?
Ele não apareceu para depor

O ex-ministro da Fazenda, Guido Mantega, estava escalado como testemunha num processo aberto depois de investigações da Operação Zelotes. O lance era sobre o envolvimento de Luis Claudio, um dos filhos de Lula, investigado por suspeita de participação em esquema de venda de medidas provisórias.
Mas Mantega não foi localizado. Ninguém sabe, ninguém viu, por isso sua oitiva terá que ser remarcada.

(Foto: Marcelo Casal Jr / Agência Brasil)


5 comentários

  1. Daniel Fernandes
    terça-feira, 18 de julho de 2017 – 11:44 hs

    Seja pobre e sem poder, e faça uma dessas, para ver o que te acontece.
    Como eu disse em outro post, os eugenistas deveriam estar certos, né?
    Aqui no PR o filho de um foi candidato a prefeito, a filha de outro foi candidata a prefeita (e é deputada estadual), outro é secretário na administração municipal… Até a falsa esquerda entra no rol dos ‘confirmadores’ da eugenia…como podemos ver com os filhos do Lula.
    Sempre os filhos dos poderosos dão-se bem. Mas é apenas por todos serem competentes, inteligentes, etc.
    Não tem nada a ver com o poder dos pais (e outros parentes).
    Não, meu caro leitor. É tudo gente competente, inteligente, confirmando as teses eugênicas.
    O engraçado é que estes mesmos gostam tanto de enaltecer o mercado, as empresas privadas, ao mesmo tempo em que denigrem funcionários públicos concursados, nunca trabalham na iniciativa privada, e nunca fazem concurso para ocupar cargos públicos. São sempre INDICADOS ou ‘ELEITOS DEMOCRATICAMENTE’.
    E quando vão para a iniciativa privada, ficam ricos de uma hora para outra, virando ‘Ronaldinhos dos negócios’… Como se tivessem trabalhado e tido ideias fenomenais, e não usado a influência do parente poderoso para conseguir o que queria…
    Só para pensar.

  2. Daniel Fernandes
    terça-feira, 18 de julho de 2017 – 11:47 hs

    Só para complementar: e a filha de um outro aqui do Paraná foi candidata a prefeita, deputada estadual, mas como não foi eleita, teve de ir ‘legislar’ em outro país.
    E usa isso como se fosse algo a favor dela.

  3. Daniel Fernandes
    terça-feira, 18 de julho de 2017 – 11:59 hs

    E nem vou comentar sobre os sobrinhos, irmãos, etc., de todas estas figuras.
    Estas famílias têm o monopólio do gene da competência (kkkkkkkkkkkkkkk)

  4. Daniel Fernandes
    terça-feira, 18 de julho de 2017 – 12:13 hs

    Nem vou falar sobre o sobrinho de um boquirroto que vive falando besteira, e que trabalhou como superior hierárquico de um amigo meu (como superior hierárquico, lógico que era INDICADO).
    Toda vez que meu amigo tentava argumentar com ele, e colocar em ordem as ideias confusas (e quase sempre erradas) dele, sempre ouvia: “Mas eu sou PhD! Sei mais que você!”
    Às vezes, ele aparecia do nada para declarar à equipe que ‘era PhD’.
    Os integrantes da equipe olhavam uns para os outros, e alguém dizia: “Parabéns!”.
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

  5. Daniel Fernandes
    terça-feira, 18 de julho de 2017 – 12:20 hs

    E olha que este meu amigo é formado em Física e Estatística, pela UFPR…
    Digamos assim que formar-se em um destes cursos não é uma tarefa muito fácil, e é para poucos (sei por experiência própria). E o PhD sobrinho vem para ele falar: “Sei mais que você, sou PhD”.
    O tal PhD dele era em uma área que não tinha nada de nada a haver com o cargo que ocupava.
    kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*