Azedou relação de tucanos com Michel Temer | Fábio Campana

Azedou relação de tucanos
com Michel Temer

A reunião entre o presidente Michel Temer e o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso foi adiada.Sine die. Azedou de vez a relação dos tucanos com o presidente Michel Temer, embora continuem no governo. Falas de líderes tucanos como o presidente interino do PSDB, senador Tasso Jereissati e as do governador Geraldo Alckmin, a favor do desembarque do partido do governo, causaram urticária nos palacianos de Temer.

Marcada para este domingo, em Brasília, a conversa contaria também com o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, e o ministro Antonio Imbassahy. Acabou desmarcada e não há nova data.

FHC viaja amanhã ao exterior e hoje (10) participa de encontro de líderes tucanos no Palácio dos Bandeirantes. A reunião do partido visa justamente afinar o discurso sobre o governo Temer, mas acabou por acirrar ânimos internamente.


3 comentários

  1. Magro
    segunda-feira, 10 de julho de 2017 – 20:26 hs

    Arrivederci !

  2. CARRASCO
    terça-feira, 11 de julho de 2017 – 6:31 hs

    O PSDB que outrora ocupava a posição do partido “solução mora-
    lista” para o país, passa desde a denúncia contra o Aécio para a va-
    la comum dos corruptos do PT e PMDB. É uma grande vergonha na-
    cional. Na esteira desta falsa sensação de honestidade os outros
    partidecos surgem com as propagandas de são as soluções para o
    Brasil. Todos farinhas do mesmo saco e recheados de políticos po-
    dres que só esperam dar mais uma abocanhada na dinheirama que
    anda saindo do nosso cofre.

  3. Fábio
    terça-feira, 11 de julho de 2017 – 10:38 hs

    Desejo que o PSDB fique no Governo até o último dia do então presidente Michel Temer. Desejo também que a sobrevida deste senhor em referência seja longa e bem próxima das eleições de 2018. Só assim, a história ficará viva na memória dos eleitores. Se desembarcarem agora, farão o discurso que nunca compactuaram com as ideologia do Governo. Para nós, simples mortais, é muito bom ver que a estratégia do Procurador Rodrigo Janot, de fazer sangrar até a última gota destes partidos, está dando certo. Não se passa 1 hora que não tenhamos notícias das articulações dos governistas e isso é com que água molde em pedra dura tanto bate até que fura, ou seja, de tanto repetir essas notícias os eleitores já tem consciência que nestes partidos não votarão. É a estratégia da repetição…

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*