As boquinhas do PT | Fábio Campana

As boquinhas do PT

Adoradores de boquinhas no setor público, os petistas aumentaram em mais de 27%, em 10 anos, o número de “cargos em comissão” ou DAS (Direção e Assessoramento Superior). Os governos Lula criaram 4.836 “cabides”, segundo o Boletim Estatístico de Pessoal, mas Michel Temer anunciou há um ano a extinção de quase todos, 4.689. Ao assumir em 2003, Lula encontrou 17.449 cargos. Deixou o governo com 22.103.

O ano de 2016 foi o primeiro, desde 2003, em que o número de “comissionados” do governo ficou abaixo dos 18 mil. Os cargos comissionados, “aparelhados” pela “cumpanherada”, não exigem concurso, nem estabelecem vínculo com o serviço público.

Entre cargos, funções (cargos comissionados reservados a servidores) e gratificações, o governo mantém 97.874 boquinhas.


2 comentários

  1. Daniel Fernandes
    terça-feira, 18 de julho de 2017 – 18:26 hs

    Como já comentei em outro post, é outro caso de ‘é tudo gente competente, que tem o gene da competência e do sucesso’.
    No caso, só por ser amiguinhos do PT, eles mostram que têm o gene da competência.
    Então, o motivo da contratação é este.
    Como vocês são malvados, gente!

  2. LÍNGUA FELINA
    quarta-feira, 19 de julho de 2017 – 6:12 hs

    O Brasil é o campeão de políticos corruptos, cargos comissionados,
    milhares de assessores do nada e assim vai. Somos um país muito
    rico porque se alem destas roubalheiras ainda continua de pé é por-
    que todos nós pagamos muuuuuito imposto ainda.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*