Aldo Rebelo, possível vice de Maia | Fábio Campana

Aldo Rebelo, possível vice de Maia


O ex-ministro Aldo Rebelo (PCdoB) desembarca em Curitiba, nesta sexta-feira (14), para participar de um simpósio sobre soberania nacional no campus da Praça Osório da Universidade Positivo. Ele é cogitado nos bastidores para a “vice” na chapa de Maia numa eventual eleição indireta no Congresso Nacional. Na semana passada, Aldo laçou um “manifesto suprapartidário” o qual foi interpretado pela esquerda como um sinal de que estaria saindo do PCdoB, partido no qual milita há 40 anos, para se filiar ao PSB.

O IV Simpósio SOS Brasil Soberano começará nesta quinta (13) e tem como tema “Brasil 2035: um país justo e soberano”.

O evento reúne intelectuais de várias áreas do conhecimento e de diferentes estados brasileiros; é promovido pelo Sindicato dos Engenheiros no Estado do Rio de Janeiro (Senge-RJ) e Federação Interestadual de Sindicatos de Engenheiros (Fisenge); na capital paranaense o debate é uma realização do Senge-PR.

Inscrição gratuita

Para participar, clique aqui e preencha o formulário de inscrição. A inscrição pode ser enviada até o dia 13 de julho, quinta-feira. Haverá emissão de certificado pelo Senge-PR, com carga horária de 8 horas.

Local: Universidade Positivo, na Praça General Osório, 125, Centro de Curitiba.

14h30 às 18h | Mesa 2: Economia e Cidadania
Aldo Rebelo – Deputado federal pelo Partido Comunista do Brasil (PCdoB), membro da Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional (CREDN).
Carlos Walter Porto Gonçalves – Geógrafo, ex-presidente da Associação dos Geógrafos Brasileiros (AGB), professor adjunto da Universidade Federal Fluminense (UFF).
Laura Capriglione – Jornalista e uma das criadoras da Rede Jornalistas Livres, focada na cobertura de Direitos Humanos e Sociais.
Coordenação: Eng. Carlos Roberto Bittencourt, presidente do Senge-PR


Um comentário

  1. Jorge Hardt Filho
    sexta-feira, 14 de julho de 2017 – 20:10 hs

    Ta saindo tarde do PCdoB. Mostre que não é corrupto , não apoia ditadores no mundo e nem é cúmplice do Lula.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*