A verba para emissão de passaportes | Fábio Campana

A verba para emissão de passaportes

Quando foi anunciada a manobra para encaminhar R$ 102 milhões que estavam destinados à ONU para socorrer a Polícia Federal na emissão de passaportes, pouco foi dito que verba era esta.
Pois bem, trata-se de contribuição que todos os países-membros devem participar para bancar o funcionamento da entidade e suas diversas atividades pelo mundo, incluindo missões de paz e ações humanitárias. O valor enviado depende da riqueza e do desenvolvimento de cada país.
País que acumula dívidas, perde o direito à voto em comissões importantes, como no Tribunal Penal Internacional, por exemplo.
Nossa dívida atualmente com a ONU é de R$ 900 milhões, só perde para a dos EUA, que atrasou os repasses depois da posse de Trump.
O remanejamento da verba acontece num momento em que o governo estava tentando liquidar a dívida com a ONU. Em 2016, ela atingiu o pico (R$ 1,3 bilhão), mas foi diminuída para o valor atual após esforços do Itamaraty no início deste ano.


Um comentário

  1. Doutor Prolegômeno
    segunda-feira, 24 de julho de 2017 – 15:17 hs

    Essa ONU é uma entidade ultrapassada e serve de cabide de empregos de países do terceiro e quarto mundo, especialmente para diplomatas que gostam de fazer nada da vida a não ser viajar e coçar ao léu. Deviam deixar em atraso ad perpetuam. Os tralhas do mundo que criam problemas e vivem se matando uns aos outros é que deviam pagar.

Deixe seu comentário:

Campos obrigatórios estão marcados com *

*

*